Vágur

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vágur
(dinamarquês: Våg)
Localização de Vágur nas Ilhas Faroés
Vagur, Faroe Islands, in the winter, sunlight on slope.JPG
Vágur: vista geral
População (2007) 1402
Comuna Vágur
Código postal FO 900
Prefixo telefónico 37

Vágur é uma cidade situada na ilha de Suðuroy, no arquipélago das Ilhas Faroés. Constitui a segunda maior cidade da ilha e a sexta maior do arquipélago.

Localiza-se na costa oriental da ilha, no fiorde Vágsfjørður, remontando a sua fundação ao século XIV.

Vágur possui um pavilhão desportivo, ao lado de um campo de futebol. Possui ainda uma piscina, uma escola secundária e uma clínica com diversos serviços médicos. Existe também um hotel, um posto de correios, bancos e diversas lojas. A cidade possui um clube de futebol chamado Vágs Bóltfelag (VB).

O Viðarlundin á Vági é um pequeno bosque com uma superfície de 3.01 hectares, localizado no norte da cidade. Os trabalhos de arborização iniciaram em 1956.[1]

A área portuária, com 14 metros de profundidade, situa-se na parte norte do fiorde, possuindo um centro pesqueiro moderno, que inclui uma fábrica de filetes.

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro documento histórico que menciona Vágur data de 1350. Em 1538, teve lugar a primeira prédica protestante nas Ilhas Faroés, tendo sido conduzido pelo chamado irmão Andrass, um ex-padre católico. A igreja de Vágur é por isso considerada a mais sagrada do arquipélago.

A atual igreja de Vágur foi inaugurada em 1927. Diz-se que a primeira igreja existente em Vágur, em tempos remotos, chegou à deriva da Noruega, onde tinha sido deitada ao mar, como oferenda votiva. Uma igreja posterior, construída em Vágur em 1862, foi transferida para a povoação de Hov em 1942.[2]

A primeira central hidroelétrica das Ilhas Faroés foi construída em Vágur em 1921. É atualmente complementada por uma central diesel moderna, na parte sul do fiorde.

Perto da estrada que atravessa Vágur, encontra-se um memorial que celebra os esforços de Nólsoyar Páll, um herói faroês do início do século XIX, poeta e génio. Acreditava que o monopólio comercial do estado da época restringia gravosamente o potencial económico das ilhas, tendo organizado e mobilizado uma oposição e uma resistência contra este. Apesar de não ter conseguido em vida a abolição do monopólio, os seus feitos deram início ao processo que culminaria na abolição do monopólio em 1856.[3]

Em 1967, Vágur foi atingida por diversos pequenos terramotos. Por se tratar de um fenómeno raro nas Ilhas Faroés, uma grande parte da população fugiu nessa altura em pânico para Tórshavn[2] .

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Højgaard, Andrias: Traeplanting í Føroyum í eina øld, p. 42. Tórshavn 1989
  2. a b http://www.faroeislands.dk/pages/VagurIndex.htm
  3. Swaney (1999) [1991]. Iceland, Greenland & the Faroe Islands (3rd ed.). Lonely Planet Publications. ISBN 0864424531
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Vágur