Vingador de sangue

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Também chamado de vingador do sangue. Trata-se daquele, que vingaria a pessoa morta, na antiga nação de Israel. Tradução da expressão hebraica go·’él had·dám. O autorizado, sob a lei de Israel era o parente masculino mais próximo do que foi morto.[1]

Definição[editar | editar código-fonte]

Vingar o sangue tinha por base o padrão divino de santidade da vida humana e do sangue. O homicida deliberado devia ser morto pelo vingador do sangue, e não se devia aceitar nenhum resgate por tal assassino.[2]

A lei mosaica fazia distinção entre o homicídio intencional e o acidental. Em caso de homicídio acidental, providenciou-se cidades de refúgio, a fim de proteger dos vingadores do sangue os homicidas acidentais.[3]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências