Zona de abundância

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na bioestratigrafia, uma Zona de abundância, Zona de acme, zona de apogeu, epíbole ou Zona de pico é a área de uma teilzona onde um determinado fóssil táxon atinge um maior nível de abundância.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Holtz, Thomas R., Jr; Merck, John W., Jr. (2006). "GEOL 331 Lectures 6-7: Biostratigraphy". GEOL 331: Principles of Paleontology. Universidade de Maryland.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.