Êxedra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Êxedra, em arquitetura, refere-se a um amplo átrio ou pórtico semicircular com assentos cobertos ou expostos ao ar livre, que serviam de local para reunião onde discussões dos antigos cientistas, filósofos, oradores e literatos se desenrolavam.[1] O significado original grego (ἐξέδρα, um lugar fora de portas) era aplicado a uma sala aberta para uma stoa, providos de bancos curvos de pedra com o propósito de servir de espaço para tais discussões filosóficas.[2] Nas basílicas cristãs, as êxedras referiam-se ao espaço onde bancos de pedra denominados de plintos semicirculares eram encostados ao fundo da capela-mor, de cada lado do trono episcopal.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Êxedra». Infopédia. Consultado em 2 de janeiro de 2o15  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Êxedra». Arkitekturbo. Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  3. «Êxedra». dicionário online de português. Consultado em 1 de janeiro de 2015 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Êxedra