A Justiça (tarô)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Justiça.

A Justiça, no tarô de Waite, é o oitavo Arcano Maior, a carta 8. É uma carta que representa uma mulher relativamente jovem, sentada numa cadeira imponente. Olha para o horizonte, sem qualquer expressão[1]. Não há sensualidade, nem agressividade. Parece calma, equilibrado, limpa, ordenada. A carta ao lado, no entanto é do tarô de Marselha e tem o número VIII(que no tarô de Waite é "A Força") e a letra hebraica CHET ou HET.

Simbologia[editar | editar código-fonte]

Equilíbrio, processos judiciais (julgamento), leis, limites.

Este arcano traz o equilíbrio, a isenção, a análise do passado. É um arcano passivo que cumpre um papel, representa uma instituição. Também simboliza a colheita - "Cada um colhe aquilo que plantou". Na balança que a figura da Justiça segura numa das mãos, existe uma moeda e uma taça, que se equilibram mutuamente. Ora, a moeda simboliza o plano material e a taça simboliza o plano emocional, ou seja, os dois devem estar equilibrados. Na outra mão, a Justiça segura uma espada, símbolo da punição que pode distribuir a quem a merece.

Na caminhada espiritual, este Arcano representa um momento de equilíbrio, no qual se recebem as recompensas (ou punições) materiais e emocionais pelo caminho já percorrido. É inevitável.

Mensagem[editar | editar código-fonte]

Reflita sempre antes de tomar decisões. Elas devem ser justas.

Referências

  1. «Meaning of the Justice Tarot Card». Consultado em 31 de janeiro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]