Academia das Artes do Desenho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Academia das Artes do Desenho (em italiano: Accademia delle Arti del Disegno), com sede em Florença, promove a salvaguarda e a proteção das obras de arte na Italia.[1]

Sede da Academia das Artes do Desenho, Palazzo dell'Arte dei Beccai, Florença

História[editar | editar código-fonte]

A Accademia delle Arti del Disegno de Florença promove a salvaguarda e a proteção das obras de arte na Itália.

Fundada a 13 de Janeiro de 1563 por Cosimo I de’ Medici, sob conselho de Giorgio Vasari, foi denominada inicialmente Accademia e Compagnia dell'Arte del Disegno.[2] [3]

Estava dividida em dois ramos diferenciados: a Compagnia era um tipo de corporação à qual deveriam aderir todos os artistas profissionalmente ativos em Toscana; a Accademia integrava as mais eminentes personalidades culturais da corte de Cosimo e tinha como finalidade a tutela e supervisão sobre a inteira produção artística do principado Mediceo.

O papel e o prestígio desta instituição, certamente não restritos ao confim político econômico do principado toscano, cresceram entre os Quinhentos e os Seiscentos graças à extraordinária contribuição de Accademicos como Michelangelo Buonarroti, Francesco da Sangallo, Agnolo Bronzino, Benvenuto Cellini, Giorgio Vasari, Bartolomeo Ammannati, Giambologna, etc. Entre os cientistas nomeados para a instrução científica, se encontram nomes como Galileo Galilei. A primeira mulher a haver o privilégio de ser admitida pela academia foi a pintora Artemisia Gentileschi.

Em 1784 o grão-duque Pietro Leopoldo di Lorena subtraiu à Companhia todos os cargos de ‘ordem profissional’ artística, delegando tais tarefas à recém criada Accademia delle Belle Arti e conservando ao colégio dos acadêmicos da prestigiosa instituição medicea um papel de formação artística e de superintendência das artes no Grão-ducado da Toscana.

Tal dupla função cultural foi garantida à Accademia até 1873, quando foi novamente subdividida em duas entidades, diferenciadas por função e finalidade: o Collegio degli Accademici, ou seja a Accademia delle Arti del Disegno, con la finalidade peculiar di salvaguardar e proteger as obras de arte, e o instituto de ensino,que foi sucessivamente encorpado à Accademia delle Belle Arti.

A Accademia sediada atualmente no Palazzo dell'Arte dei Beccai, è subdividida em seis Classes: Classe de Pintura, Classe de Escultura, Classe de Arquitetura, Classe de Historia da Arte, Classe de Disciplinas Umanisticas e Ciências. As classes são compostas por Accademicos Emeritos, Ordinarios e Correspondentes.

Entre os acadêmicos de fama internacional se destacam:

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Francesco Adorno, a cura de, Accademie e istituzioni culturali a Firenze, Firenze, Olschki, 1983.
  • Z. Wazbinski, L'Accademia medicea del Disegno a Firenze nel Cinquecento, Firenze, Olschki, 1987.

Referências

  1. Estatuto aprovado com decreto do Presidente da Republica em 17 de maio de 1978, e publicado na Gazzetta Ufficiale n. 192 (11 de julho de 1978).
  2. Accademia delle Arti del Disegno. Museo Galileo. Página visitada em 04-01-2014.
  3. Una storia lunga 450 anni. Accademia delle Arti del Disegno. Página visitada em 04-01-2014.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]