Aeropolis 2001

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Desenho do arranha-céu

Aeropolis 2001 foi um projeto de um arranha-céu que seria construído sob a Baía de Tóquio, no Japão[1] [2].

Anunciado em 1989 pela construtora Obayashi Corporation para ser o maior prédio no mundo, com 500 andares e 2.001 metros de altura em 11 km quadrados de espaço. Deveria ser inaugurado no ano de 2000 com uma estrutura mista para apartamentos, escritórios, comércio, cinemas, escolas, hospitais e restaurantes e uma projeção de aproximadamente 140 mil pessoas utilizando as áreas do edifício diariamente[3].

Várias inovações tecnológicas foram propostas no projeto, como energia totalmente sustentável e elevadores com capacidade de 300 pessoas deslocando-se entre o térreo e a cobertura em apenas 15 minutos.

O projeto foi elaborado em meio a "japanese asset price bubble" ou a bolha econômica de ativos japonês, que terminou no início da década de 1990, entrando em colapso em 1992. Essa talvez seja uma das razões que o empreendimento nunca foi levado adiante, associado a falta de tecnologia que sustente um projeto de tal envergadura.

Referências

  1. Structures in the New Millennium - editado por P.K.K. Lee Google Books em edição de julho de 2017
  2. Faster por James Gleic Google Books em edição de julho de 2017
  3. Popular Science set. 1990 Google Books em edição de julho de 2017