Aeroporto Internacional de Chișinău

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aeroporto Internacional de Chișinău
Aeroporto
IATA: KIV - ICAO: LUKK
Características
Tipo Público e internacional
Administração Governo da Moldávia/Avia Invest
Serve Chișinău, Moldávia[1][2]
Localização Sul da Moldávia
Inauguração 1 de maio de 1960 (59 anos)
Coordenadas 46° 55' 40" N 28° 55' 52" E
Altitude 122 m (400 ft)
Movimento de 2018
Passageiros 2 828 626
Carga 4 186 6 t de carga
Aéreo 27 949 aeronaves
Website oficial Página oficial
Mapa
KIV está localizado em: Moldávia
KIV
Localização do aeroporto na Moldávia
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
08 / 26 3 590  m (11 778 ft) Concreto
09 / 27 2 383  m (7 818 ft) Concreto

O Aeroporto Internacional de Chișinău (IATA: KIVICAO: LUKK)[3] é o principal aeroporto internacional da Moldávia, localizado a 13 km (8,1 milhas) a sul do centro de Chișinău, a capital. Ele serve como sede da Air Moldova, a companhia aérea nacional do país. O código do aeroporto IATA KIV é derivado de Kishinev (o nome russo da cidade).

Historia[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Os primeiros voos regulares para Chișinău começaram em 24 de junho de 1926, na rota Bucareste - Galați - Chișinău e Iași. Os vôos foram operados por CFRNA, depois LARES. Uma placa comemorativa, descrevendo o primeiro vôo para Chișinău, foi colocada no aeroporto.

O terminal principal foi construído na década de 1970, com capacidade para 1.200.000 passageiros por ano.

Desenvolvimento desde os anos 90

Em 31 de maio de 1995, o aeroporto de Chișinău recebeu o status de aeroporto internacional.

Em 2002, após obras da empresa turca Akfen Holding, o aeroporto foi modernizado. Um edifício terminal anexo com uma área de 4.270 m2 (46.000 pés quadrados) foi adicionado ao renovado edifício antigo terminal de 7.600 m2 (82.000 pés quadrados). O projeto abrangeu a construção de divisórias de 3.000 m2, 3.000 m2 de painéis compostos, 12.185 m2 de estrada asfaltada, uma estação de tratamento com capacidade de 3.450 m3 dia, aquecimento mecânico completo, ventilação e sistemas elétricos, juntamente com os sistemas de segurança de raios-X, manuseio de bagagem, relógio mestre e informações de voo. A capacidade anual do aeroporto aumentou para 5,4 milhões de passageiros.

O Aeroporto Internacional de Chișinău é membro do Conselho Internacional de Aeroportos.

Planos futuros[editar | editar código-fonte]

Existem planos para ampliar o aeroporto. O projeto envolve um empréstimo de 19 milhões de euros para o Aeroporto Internacional de Chișinău para a reabilitação e modernização da pista existente, pistas de taxiamento, aventais e rampas, obras de engenharia, equipamentos de segurança e outros ativos centrais conectados do Aeroporto Internacional de Chișinău. O Banco Europeu de Investimento («BEI») está a considerar o co-financiamento, juntamente com o BERD, até um montante igual.

Instalações[editar | editar código-fonte]

Havia dez balcões de check-in e cinco portões no aeroporto em 2009. Os hóspedes VIP e CIP recebem serviços especiais no terminal VIP. O terraço de um visitante no segundo andar foi inaugurado em dezembro de 2006.

Anteriormente os passageiros tinham que apresentar seu passaporte, bilhete e seu registro (de estrangeiros - que costumavam ser necessários). Passageiros eram permitidos na sala de check-in. Com a introdução de bilhetes eletrônicos e a abolição do registro para estrangeiros, o aeroporto foi reorganizado no final de 2006. Isso resultou em uma maior sala de check-in e controle aduaneiro agora é após o check-in.

No final de 2017, os planos para uma segunda pista foram revelados. Esta pista tomaria o lugar da pista de taxiamento atual ao norte da pista existente. O projeto começou no início de 2017. A pista 09-27 iniciou as operações em 13 de setembro de 2018.

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Aeroporto Internacional de Chișinău

Destinos[editar | editar código-fonte]

companhia aérea Destinos
Aeroflot Moscovo-Sheremetyevo
Air Moldova Atenas, Bucareste, Barcelona, Paris-Beauvais, Bolonha, Bruxelas, Dubai, Dublin, Florença, Frankfurt, Genebra, Krasnodar, Istambul, Larnaca, Lisboa, Londres-Stansted, Londres Gatwick, Madrid, Milão-Malpensa, Roma-Fiumicino Petersburgo, Tel Aviv-Ben Gurion, Turim, Veneza-Marco Polo, Verona, Viena,

Charter Sazonal: Antalya, Bordrum, Heraklion, Tivat

Austrian Airlines Viena
FlyOne Antalya, Barcelona, Birmingham, Dublin, Heráclio, Lisboa, Milão-Malpensa, Moscova DME, Moscova VKO, Parma, Paris CDG, Roma-Fiumicino, São Petersburgo Pulkova, Valência, Venetia, Verona, Voronezh
LOT Polish Airlines Varsovia-Chopin
Lufthansa Regional Frankfurt
Tandem Aero Charter: Tel Aviv-Ben Gurion
TAROM Bucareste Henri Coanda, Timisoara
Turkish Airlines Istanbul-Atatürk

Sezonier: Antalya

Ukraine International Airlines Kiev Boryspil
Wizz Air Atenas, Barcelona-El Prat, Beauvais (14 de dezembro de 2018), Berlim-Schönefeld, Bolonha, Bruxelas-Sul (16 de dezembro de 2018), Copenhaga (15 de dezembro de 2018), Dortmund , Memmingen (15 de dezembro de 2018), Milão-Bergamo, Roma-Ciampino, Treviso

Referências

  1. «CHISINAU Intl Airport» (em inglês). World Aero Data. Consultado em 26 de julho de 2019 
  2. «Chisinau Intl (LUKK)» (em inglês). Airport Nav Finder. Consultado em 26 de julho de 2019 
  3. «KIV - Airport» (em inglês). Great Circle Mapper. Consultado em 26 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um aeroporto, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.