Afefobia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Afefobia ('Afe' vem da palavra "afeto" e 'fobia' do Grego φόβος "medo") é o medo exagerado de ser tocado, seja sexualmente ou não. São geralmente pessoas que não gostam de fazer sexo ou de receber carinho.[1] Mark Gray, personagem do seriado The Following, sofre de um caso "moderado" de afefobia.[2]

O personagem Buddy Revell do filme Te Pego Lá Fora também possui afefobia e por causa disto agredia qualquer pessoa que encostasse a mão nele.

Sintomas[editar | editar código-fonte]

Assim como em várias outras fobias, os sintomas sentidos por quem sofre de afefobia variam de acordo com o indivíduo. Porém, uma lista resumida de sintomas apresenta os seguintes itens:[3]

  • Desconforto e transpiração;
  • Náusea;
  • Taquicardia;
  • Boca seca;
  • Tontura;
  • Pânico;
  • Aparente torpor;
  • Sentidos mais apurados;
  • Falta de ar;
  • Aparente aprisionamento;
  • Tensão ou rigidez muscular;
  • Tremulação;
  • Hiper-ventilação;
  • Sentimento de descontrole;
  • Sentimento de destruição ou desastre iminente.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. John Birtchnell (1996). How Humans Relate: A New Interpersonal Theory. Psychology Press. p. 142. ISBN 0863774326.
  2. «Horror & Thriller Shows | Chiller». www.fearnet.com (em inglês). Consultado em 22 de janeiro de 2017 
  3. «Haphephobia: The Definition and a Look at Causes, Symptoms, and Available Treatments». Health Guide Info (em inglês). Consultado em 22 de janeiro de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre fobias é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.