Albano Vizotto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Albano Vizotto Filho)
Ir para: navegação, pesquisa
Cebolas, natureza-morta de Albano Vizotto.

Albano Vizotto Filho (Garça, 30 de março de 1928São Paulo, 14 de março de 2002) foi um pintor e escultor brasileiro.[1][2] É considerado um nome com consagração na arte brasileira.[3][4]

Formou-se na Escola de Belas Artes de São Paulo, e os seus primeiros trabalhos de arte realizaram-se no início dos anos 60 em torno da escultura do corpo humano. Em 1962, foi premiado com a Pequena Medalha de Prata no Salão Paulista de Belas Artes.[5]

Em 1963, esculpiu o busto do então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, obra que posteriormente veio a fazer parte do acervo particular da família Kennedy nos Estados Unidos.[5] Também esculpiu o busto de Sérgio Cardoso, que pode ser visto no museu dedicado ao ator de teatro no Rio de Janeiro.[5]

Em 1979, estudou pintura com Arlindo Castellani de Carli. No ano seguinte, ingressou na Academia Paulista de Belas Artes.[1]

José Paulo Moreira da Fonseca, em apresentação do catálogo de uma exposição do artista na Galeria Ranulpho, em 1984, comentou: "Em suas naturezas-mortas, Albano Vizotto expõe-se no jogo sutil entre as luzes e as sombras, que transfigura formas do cotidiano e nos leva a surpreendentes transparências e reflexos, sem dúvida realistas, mas que, graças a força da pintura, mostra-nos uma fase sigilosa da realidade. Falo, por exemplo, do luxuoso rubor dos caquis ou das laranjas vestidas para suas ácidas sedas amarelas. Trata-se de um olhar garimpeiro que desvencilha os diamantes ou topázios da lama ou poeira que os envolve".[5]

Referências

  1. a b «Albano Vizotto (verbete)». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 12 de março de 2016 
  2. LOUZADA, Maria Alice do Amaral; LOUZADA, Júlio (2002). Artes Plásticas Brasil - Volume 13. [S.l.]: Inter/arte/Brasil. 6 páginas 
  3. Obras de artistas consagrados em leilão. Zero Hora, Porto Alegre, 24 de março de 1986. Segundo Caderno, p. 8.
  4. Andrea Brächer (2000). Os leilões de obras de arte em Porto Alegre (1960-1989): valorização e legitimidade (PDF). [S.l.: s.n.] pp. 199–200 
  5. a b c d «Albano Vizotto». Sala de Arte de Porto Alegre. Consultado em 28 de julho de 2010