Amok Time

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Amok Time"
1.º episódio da 2.ª temporada de Star Trek
AmokTimeST.jpg
T'Pring desafia o direito de Spock.
Informação geral
Direção Joseph Pevney
Escrito por Theodore Sturgeon
Código de produção 60334
Transmissão original 15 de setembro de 1967
Convidados

Celia Lovsky como T'Pau
Arlene Martel como T'Pring
Lawrence Montaigne como Stonn
Byron Morrow como Komack
William Blackburn como Hadley
Eddie Paskey como Leslie

Cronologia
"Operation: Annihilate!"
"Who Mourns for Adonais"
Lista de episódios de Star Trek

"Amok Time" é o primeiro episódio da segunda temporada da série de ficção científica Star Trek, que foi ao ar em 15 de setembro de 1967 pela NBC. Este foi o primeiro episódio a ter Walter Koenig interpretando o navegador russo Pavel Chekov, e o primeiro a listar DeForest Kelley como Dr. McCoy nos créditos iniciais. Foi escrito pelo escritor de ficção científica Theodore Sturgeon, dirigido por Joseph Pevney e com trilha sonora de Gerald Fried.

Este episódio tem Spock retornando para seu planeta natal para um brutal ritual de casamento. É o único episódio da série original a ter cenas no planeta Vulcano.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Spock pede uma licença no seu planeta natal, Vulcano, depois de apresentar um comportamento irracional. Kirk e McCoy testemunham um dos acessos de Spock e o Dr. concorda que ele precisa de um tempo

Kirk fica desconcertado com o comportamento de Spock, porém coloca a Enterprise em curso para Vulcano. Logo, todavia, Kirk recebe um sinal de prioridade com ordens para se dirigir à Altair VI para representar a Federação na cerimônia de posse do novo presidente do planeta. Kirk diz à Spock que sua licença será adiada, porém Spock secretamente faz a nave voltar para o curso de Vulcano.

Ao descobrir que o curso da nave foi alterado sem sua autorização, Kirk confronta Spock, que diz que ele não se lembra de ter mudado as ordens. Kirk o manda para a enfermaria. O Dr. McCoy descobre que a química do sangue de Spock está muito ativa e há a presença de hormônios desconhecidos. Se a condição persistir, ele irá morrer em oito dias. Spock não deseja discutir o que está acontecendo, porém Kirk exige um explicação.

Aparentemente envergonhado, Spock diz que sua condição á chamada de Pon Farr, uma síndrome que todos os vulcanos machos passam periodicamente. Durante esse período, eles devem acasalar ou morrer. Kirk contata o Almirante Komack na Frota Estelar e pde permissão para ir para Vulcano. O Almirante nega o pedido, porém Kirk ignora as ordens e coloca a nave no curso de Vulcano, argumentando que há duas outras naves estelares presentes na cerimônia.

A Enterprise chega em Vulcano, e Spock convida Kirk e McCoy para acompanhá-lo. Spock explica que os vulcanos se casam quando crianças ("menos do que um casamento, mais um noivado") com o entendimento de que eles vão cumprir esse compromisso quando adultos. Sua noiva T'Pring, prometida a ele aos 7 anos, o aguarda.

T'Pau, um membro altamente respeitada da sociedade vulcana, e conhecida por ser a única pessoa a recusar ser parte do Conselho da Federação, chega para conduzir a cerimônia. T'Pring chega acompnhada por Stonn, um vulcano de sangue puro, que obviamente é seu amante. Ela invoca kal-if-fee, seu direito de uma luta física entre Spock e Stonn, porém no lugar de Stonn, ela escolhe Kirk para ser seu campeão. Spock pede para T'Pau proibir isso, já que Kirk desconhece os costumes vulcanos, porém ela deixa o capitão decidir, dizendo que outro campeão será selecionado se ele recusar. Kirk aceita achando que ele pode deixar Spock vencer—só depois descobrindo que a luta é até a morte.

Apesar de sua condição, Spock mostra força e agilidade superior, demonstrando sua perícia com a Lirpa, uma tradicional (e mortal) arma vulcana. Kirk é enfraquecido pelo calor e fina atmosfera de Vulcano (e, apesar de não mencionado, sua gravidade mais alta). McCoy reclama, dizendo a T'Pau que Kirk está em desvantagem, e sugere injetar no capitão um composto químico para compensar; T'Pau permite. O combate continua e Spock enforca Kirk com outra tradicional arma vulcana, a Ahn'woon, ponto em que McCoy pronuncia que ele está morto e faz seu corpo ser transportado de volta para a Enterprise.

Com a batalha encerrada, Spock desiste de sua pretensão a T'Pring, mas questiona sua escolha de Kirk como campeão. Em uma demonstração de lógica que impressiona até Spock, T'Pring explica que ela não desejava ser "consorte de uma lenda", e desenvolveu uma atração mútua com Stonn. Já que o único modo legal dela se separar de Spock seria pelo kal-if-fee, e permitir que Stonn lutasse como seu campeão o colocaria em risco, então ela escolheu Kirk, sabendo que não importando o resultado ela e Stonn ficariam juntos—já que Kirk nunca a desejaria e Spock iria dispensá-la. Mesmo se Spock cumprir seus votos, ele voltaria para a Frota Estelar, "e Stonn ainda estaria aqui".

Na nave, Spock anuncia sua intenção de deixar sua comissão e se submeter as regras da Frota Estelar, para enfrentar as consequências do assassinato de Kirk. Entretanto, ele encontra seu Capitão vivo e bem, e expressa sua felicidade na frente de McCoy e Chapel. McCoy e Kirk explicam que o doutor injetou uma droga neuroparalisante no corpo do Capitão que simula morte. Spock diz que quando ele viu Kirk morto, ele perdeu todo o desejo por T'Pring. Além disso, Kirk não recebe nenhuma punição por desobedecer ordens quando a Frota Estelar retroativamente lhe dá permissão para ir a Vulcano sob o pedido de T'Pau.[1]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Remasterização[editar | editar código-fonte]

"Amok Time" foi remasterizado em 2006 e foi ao ar em 17 de fevereiro de 2007, como parte da remasterização de 40 anos da série original. Foi precedido na semana anterior por "The Doomsday Machine" e sucedido na semana seguinte por "The Paradise Syndrome". Além da remasterização de áudio e vídeo, e das animações computadorizadas da Enterprise que são padrão em todas as revisões, mudanças específicas incluem:[2]

  • O planeta Vulcano é agora renderizado de forma mais foto-realista com uma camada de gelo polar.
  • A foto da jovem T'Pring foi alterada para que a o fundo fosse substituído por um jardim reminiscente da casa de T'Les, mãe de T'Pol, em Star Trek: Enterprise.
  • Uma imagem panorâmica de Vulcano foi criada mostrando os personagens andando por um arco de pedra para o templo no topo de um pináculo, um reminiscente do templo visto em Star Trek III: The Search for Spock e Star Trek IV: The Voyage Home.
  • Também, ao fundo da arena, está a cidade natal de Spock, ShiKahr, como vista no episódio "Yesterday", de Star Trek: The Animated Series.

Referências

  1. «Synopsis for "Star Trek" Amok Time (1967)». Internet Movie Database 
  2. Wright, Matt (17 de fevereiro de 2007). «"Amok Time" Screenshots and Video». TrekMovie.com. Consultado em 28 de junho de 2011. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]