Andris Piebalgs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Andris Piebalgs
Nascimento 17 de setembro de 1957 (64 anos)
Valmiera
Cidadania Letónia, União Soviética
Alma mater
Ocupação político, diplomata
Prêmios
  • Ordem das Três Estrelas
Assinatura
Andris Piebalgs signature.svg

Andris Piebalgs (Valmiera, 17 de setembro de 1957) é um político letão. Foi comissário da energia da União Europeia de 1 de novembro de 2004 a 27 de novembro de 2009, quando o presidente da Comissão Europeia Durão Barroso lhe atribuiu a pasta do Desenvolvimento. É membro fundador do partido centrista Latvijas Ceļš e graduado em Física pela Universidade da Letónia.

Trajetória política[editar | editar código-fonte]

Foi membro do parlamento letão desde as primeiras eleições (1990) depois da independência da URSS e ministro da Educação, tendo que enfrentar a criação de um sistema educativo da já independente Letónia. Em 1994 foi nomeado ministro das Finanças. Entre 1995 e 1997 foi embaixador da Letónia na Estónia e a partir desse ano, Embaixador da Letónia para a UE, sendo peça-chave na adesão do seu país à UE. Em 2004 foi nomeado comissário da Energia, cargo que ocuparia até 2009, quando foi designado para a pasta do Desenvolvimento. Entre 4 de junho de 2016 e 19 de agosto de 2017, foi o líder do partido Unidade.[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Cargos políticos
Precedido por:
Sandra Kalniete
Comissário Europeu da Letónia
2004–2014
Sucedido por:
Valdis Dombrovskis
Precedido por:
Loyola de Palacio
como Comissário Europeu da Energia e Transportes
Comissário Europeu da Energia
2004–2010
Sucedido por:
Günther Oettinger
Precedido por:
Karel De Gucht
como Comissário Europeu do Desenvolvimento e Ajuda Humanitária
Comissário Europeu do Desenvolvimento
2010–2014
Sucedido por:
Neven Mimica
como Comissário Europeu para a Cooperação Internacional e Desenvolvimento

Referências

  1. «New leader of Latvia's Unity party calls for reconciliation among members, fresh start». ERR. 5 de junho de 2016. Consultado em 5 de junho de 2016