Arquitetura de processos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde outubro de 2011). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Arquitetura de processos é a especificação da estrutura geral de um sistema de processos e um conceito aplicável a diversos campos tais como informática, gestão de processos de negócio, gestão estratégica etc.[1] [2] .

Processos são definidos como um fluxo de atividades que utilizam recursos (pessoal, informações, energia etc.) para transformar as entradas (insumos) em saídas (produtos).

Processos são compostos de procedimentos com um determinado fim. Processos complexos são processos multidimensionais que são, por sua vez, constituídos de outros procedimentos que operam em diferentes esferas, órgãos, departamentos ou áreas. O resultado é uma estrutura ou uma hierarquia de processos. Se o sistema de processos é estudado hierarquicamente, é mais fácil de entender e gerenciar; entretanto, para construir uma arquitetura de processos é preciso compreender os padrões lógicos de relação entre os processos que constituem uma arquitetura coerente e fidedigna com a dinâmica real dos processos na organização. A modelagem gráfica de uma arquitetura de processos pode ser tratada pelo modelo das Redes de Petri, sendo que um formalismo matemático mais aprimorado pode ser obtido pelo uso do π-calculus. No âmbito da administração, particularmente para a modelagem de sistemas de informação, existem outras abordagens baseadas na UML [3] [4] [5] . Para a contabilidade de custos, existem algumas abordagens como a de Heitger[6] e a de Braga [1] .

Um conceito relacionado é a Cadeia de valor.

Referências

  1. a b BRAGA, Bruno da Rocha. Modelagem da Arquitetura de Processos para a Gestão da Estrutura de Custos. Congresso de Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público. Anais... p.1-15, 2010. Brasília: ESAF. Disponível em: http://www.esaf.fazenda.gov.br/esafsite/premios/premio_artigos_cientificos/arquivos/monografias_premiadas/P_Mencao_Honrosa_Bruno_da_Rocha_Braga_023P.pdf
  2. Dawis, E. P., J. F. Dawis, Wei-Pin Koo (2001). Architecture of Computer-based Systems using Dualistic Petri Nets. Systems, Man, and Cybernetics, 2001 IEEE International Conference on Volume 3, 2001 Page(s):1554 - 1558 vol.3
  3. JONKERS, H.; LANKHORST, M.; VAN BUUREN, R. Concepts for modeling enterprise architectures. International Journal of Cooperative Information Systems, vol. 13, n. 3, 2004, pp. 257-287
  4. RECKER, J.; ROSEMANN, M.; INDULSKA, M.; GREEN, P. Business Process Modeling - a comparative analysis. Journal of the Association for Information Systems. Vol. 10, Issue 4 de abril de 2009, pp. 333-363
  5. YUT, G.A.; CHANG, T.C A five-step object-orientated architecture for process planning. Int. Journal on Production Research, vol. 32, n. 3, 1994, pp. 545-562.
  6. HEITGER, D.L. Estimating Activity Costs: How the Provision of Accurate Historical Activity Data from a Biased Cost System Can Improve Individuals’ Cost Estimation Accuracy. Behavioral research in accounting, Vol. 19, 2007, pp. 133–159.