Arsénio Mota

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arsénio Mota
Nome completo Arsénio Simões Mota
Nascimento 25 de abril de 1930 (88 anos)
Bustos, Oliveira do Bairro, Portugal
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Ocupação Escritor

Arsénio Mota (Bustos, Oliveira do Bairro, 25 de abril de 1930) é um escritor português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido na cidade de Oliveira do Bairro, Portugal, Arsénio Mota estreou-se em 1955 começando a publicar poesia e, em seguida, ficção, crónica e estudos diversos. Viveu cerca de três anos em Caracas, Venezuela, e em 1963 fixou-se no Porto para se dedicar ao jornalismo. A partir de 1985 marcou presença também na designada literatura infanto-juvenil. Dedicou-se ainda à tradução e organização de antologias. Em 2005, Serafim Ferreira organizou o livro comemorativo Arsénio Mota- Cinquenta anos de escrita. Também o Museu do Neo-Realismo (Vila Franca de Xira, Portugal) publicou o livro Arsénio Mota -Uma Vida como Obra aquando da exposição documental (Novembro- Fevereiro, 2015). O Autor tem ainda abundante colaboração dispersa, nomeadamente apreciações e recensões literárias, por livros de vários autores, revistas, suplementos literários e jornais.[1]

Algumas das suas obras[editar | editar código-fonte]

  • Besouro na Floresta, contos, col. Saturno, Porto, 1962.
  • Sol para Todos, contos, Ed. Razão Actual, Porto, 1972.
  • Burlescarias, crónicas, Jornal do Fundão Ed., 1974.
  • Burlescarias II, crónicas, Livª. Ler, Lisboa, 1975.
  • Bustos - Elementos para a sua História, ed. ABC, Bustos, 1983.
  • Som de Origem - Arte d’escrita, Livros Horizonte, Lisboa, 1985 (prémio Fundo Apoio à Edição, FCG/Associação Portuguesa de Escritores).
  • A Última Aposta, contos, Livros Horizonte, Lisboa, 1987.
  • Artistas ao Norte, Porto Editora, 1989.
  • Júlio Resende - A Arte Como/Vida, Livª Civilização, Porto, 1989 (org. e co-autor).
  • Letras Bairradinas - Antologia, ed. AJEB, Anadia, 1990.
  • Estudos Regionais (Sobre a Bairrada), Livª Figueirinhas, Porto, 1993.
  • O Museu no Sótão, crónicas, pref. de Arnaldo Saraiva, Livª Figueirinhas, 1993.
  • António de Cértima - Vida, Obra, Inéditos, Livª Figueirinhas, Porto, 1993.
  • Armanda Passos, Campo das Letras, Porto, 1997 (org. e co-autor).
  • Pela Bairrada, ed. C. M. de Oliveira do Bairro, 1998.
  • O Vírus Entranhado, contos, ilust. Avelino Rocha, Campo das Letras, Porto, 1999.
  • Bustos do Passado, estudo, ed. JFB, Porto, 2000.
  • Inclinações Pontuais, ensaios, Campo das Letras, Porto, 2000.
  • Figuras das Letras e Artes da Bairrada, Campo das Letras, Porto, 2001; 2ª ed. rev. e aum., inédita.
  • Recordações do Berço, ed. do autor, Porto, 2003 (só para ofertas).
  • Letras sob Protesto, crónicas, posf. Pires Laranjeira, Campo das Letras, Porto, 2003.
  • Quase Tudo Nada, narrativa, Prémio Carlos de Oliveira, Campo das Letras, Porto, 2006.

Contos para Crianças[editar | editar código-fonte]

  • Os Segredos do Subterrâneo, Prémio Internacional da Juventude, Editorial Caminho, Lisboa, 1986; 2ª ed., 1995.
  • Histórias com Historinha Dentro, ilust. Júlio Resende, Livª Figueirinhas, Porto, 1986.
  • História com Ratos da Paspalhóvia, ilust. Manuela Bacelar, Edições Afrontamento, Porto, 1986, esg. (reed. em Caras e Bichos Caretas).
  • A Roda Que Saiu dos Eixos, ilust. Luísa Brandão, Edições ASA, Porto, 1987; 2ª ed., 1994.
  • A Sopa das Nove Letras, ilust. Emerenciano, Porto Editora, 1988.
  • Tenho uma Ideia, ilust. Júlio Resende, 1989, Porto Editora; 2ª ed., ilust. Fedra Santos, Campo das Letras 2006.
  • A Nuvem Cor-de-Rosa, ilust. Júlio Resende, Edições ASA, Porto, 1989; 6ª ed., 2010.
  • Caras e Bichos Caretas, ilust. Monique Brouillard, Ed. Caminho, Lisboa, 2001.
  • O Fogo Roubado, ilust. Alfredo Martins, Campo das Letras, Porto, 2001.
  • História de Cantarina Cantora, ilust. Fedra Santos, Campo das Letras, Porto, 2004.
  • NN, o Bailador e o Teatro da Princesa, ilust. Avelino Rocha, Porto, 2007, Campo das Letras.
  • Leitão Ciclista em busca do paraíso, ilust. Catarina Fernandes, Coimbra/Porto, 2008, Pé de Página/Trampolim Edições.

Colecção Tapete Voador, edição Campo das Letras, Porto[editar | editar código-fonte]

  • A Corte na Aldeia, ilust. Armanda Passos, 1996.
  • O Segredo da Rocha, ilust. Emerenciano, 1996.
  • A Bandeira Escondida, ilust. Fernando Lanhas, 1998.
  • O Mistério da Floresta Mágica, ilust. António Modesto, 1999.
  • A Ilha das Bocas Abertas, ilust. Carlos Carreiro, 2000.

Em obras colectivas[editar | editar código-fonte]

  • Contos da Cidade das Pontes, ilust. António Modesto, Porto, Ambar, 2001 (edições em português, inglês e espanhol).
  • A Árvore dos Sonhos, ilust. Fernando Saraiva, Parque Biológico de Gaia-Ilha Mágica, V. N. de Gaia, 2002.

Referências

  1. «Arsénio Simões Mota». Museu São Pedro. Consultado em 4 de setembro de 2009.