Arthur Raikes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Arthur Edward Harington Raikes (5 de fevereiro de 1867 - 3 de março de 1915) foi um oficial do exército britânico. Em 1896, ele foi envolvido na Guerra Anglo-Zanzibari, causada pela sucessão de um sultão desfavorável aos britânicos, e liderou 900 Askaris pró-britânicos durante o bombardeio do palácio do Sultão.[1]

Raikes serviu como Vizier de Zanzibar, de 1906 à 1908, e foi, em certo ponto, primeiro ministro do país.[2][3] Ele se casou com Geraldine Arbuthnot em 16 de dezembro de 1899 com quem teria um filho. Ele morreu em 3 de março de 1915.[3]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Hernon, Ian (2003), Britain's Forgotten Wars, ISBN 0-7509-3162-0, Stroud, Gloucestershire: Sutton Publishing .

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Hernon 2003, p. 400.
  2. East Africa Adventure Company page on Zanzibar
  3. a b «Domestic Announcements», South Africa Magazine, 6 March 1915  Verifique data em: |data= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.