Asha-Rose Migiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Asha-Rose Migiro
Asha-Rose Migiro
3° Vice-Secretário-geral da ONU Flag of the United Nations.svg
Vida
Nascimento 1956
Songea, Ruvuma
Tanzânia
Dados pessoais
Profissão Advogada e Política

Asha-Rose Mtengeti Migiro (Songea, 9 de julho de 1956) é uma advogada, professora e política tanzaniana. Foi Vice-Secretária-Geral das Nações Unidas, entre 05 de fevereiro de 2007 e 01 de julho de 2012.

Nascimento e vida[editar | editar código-fonte]

Migiro nasceu em Songea, no país africano da Tanzânia, no ano de 1956, Casou-se com Cleophas Migiro, com quem teve duas filhas.

Educação e formação[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua educação na Escola Primária de Mnazi Mmoja no ano de 1963, mais tarde mudou-se para a Korogwe Escola Primária, mais tarde ingressou na Weruweru Escola Secundária, concluindo na Korogwe Escola Secundária, onde se formou em 1975. Em 1984 recebeu o título de Mestre pela Universidade de Dar-es-Salaam, universidade onde graduou-se com o título de bacharelado. Em 1992 concluí o doutorado em Direito pela Universidade de Konstanz, na Alemanha.

Antes de entrar para a política, foi professora da Faculdade de Direito da Universidade de Dar-es-Salaam, dirigindo o Departamento de Constituição e Direito Administrativo (1992-1994) e o Departamento de Direito Civil e Criminal (1994-1997).

Vida política[editar | editar código-fonte]

Tounu-se em uma das maiores vozes femininas da Tanzânia, juntamente com Anna Tibaijuka que também ocupa cargo na ONU. Representou diversas vezes o Continente Africano em encontros internacionais e foi por ela que muitas missões de paz na África e Ásia foi comandada e executada.

De 2000 a 2006 foi Ministra do Desenvolvimento Comunitário, Gênero e Infância em seu país. Em 4 de janeiro de 2006, foi nomeada Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Internacional da Tanzânia.[1] O ministro que ocupada o cargo, Jakaya Kikwete foi eleito presidente, nomeava então o seu novo gabinete. Foi a primeira mulher no cargo desde da independência da República Unida da Tanzânia.

Atuou como presidente do Conselho de Segurança das Nações Unidas durante o debate aberto pela paz, segurança e desenvolvimento na região dos Grandes Lagos.

Migiro foi nomeada para o cargo adjunto das Nações Unidas pelo novo Secretário-Geral eleito Ban Ki-moon, em 5 de janeiro de 2007. Sendo oficializado, quando assumiu o cargo, no dia 1º de fevereiro de 2007.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Internacional da Tanzânia visita o Brasil». Itamaraty. maio de 2006. Consultado em 24 de outubro de 2010. 
  2. «Vice-secretária-geral da ONU defende os "três Rs" na CSD-18». Ecodesenvolvimento.org.br. 13 de maio de 2010. Consultado em 24 de outubro de 2010.