Bálsamo-do-peru

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaMyroxylon balsamum var. pereirae
Balsam of Peru. Wellcome M0004466.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Fabales
Família: Fabaceae
Género: Myroxylon
Espécie: M. var. pereirae
Nome binomial
Myroxylon balsamum var. pereirae

O bálsamo-do-peru (Myroxylon balsamum var. pereirae)[1] é uma planta da família das fabáceas.

A autoridade científica da espécie é L.f. tendo sido descrita em Supplementum Plantarum 233. 1781.[1]

Usada medicinalmente como anti-inflamatório e expectorante peitoral, sendo utilizado em casos de asma, bronquite asmática, cistite, doença pulmonar, dor de cabeça, ferida externa, fraqueza, dor de garganta, tosse e sintomas das vias aéreas.

Alguns nomes pelos quais é conhecido popularmente são: óleo-balsamo, bálsamo-de-tolu, pau-bálsamo, bálsamo-índico-seco, bálsamo-de-cartagena, resina-de-tolu, bálsamo-toluano, bálsamo-da-américa, bálsamo-de-cartagena, bálsamo-de-cheiro-eterno, bálsamo-de-são-tomaz, bálsamo-do-peru, bálsamo-de-são-salvador, benjoim-do-norte, opobálsamo, óleo-vermelho, coroiba, resina-de-tabu.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre leguminosas (família Fabaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.