Barely Legal (Banksy)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Barely Legal
Autor Banksy
Data 16 de setembro de 2006
Género Exposição de arte
Localização Los Angeles, Califórnia,
Estados Unidos

Barely Legal foi uma exposição do grafiteiro britânico Banksy, realizada em um galpão industrial em Los Angeles, Califórnia. A exibição gratuita ocorreu no final de semana de 16 de setembro de 2006.[1] A exposição abordou problemas sociais, como a pobreza, ignorada pela maioria das pessoas. Uma das obras foi um elefante-indiano de 37 anos, pintado para combinar com o papel de parede do quarto em que foi colocado. O animal se refere à metáfora do elefante na sala de estar.[2]

Nos Estados Unidos, o artista também foi a Disneylândia, em Anaheim, onde colocou uma figura vestida como prisioneira do campo de detenção da Baía de Guantánamo atrás de um dos brinquedos. Assim, pretendia chamar atenção para a situação no campo, onde vários meses antes três presos haviam cometido suicídio.[3] Ela foi retirada, aproximadamente, 90 minutos depois. Um vídeo do artista colocando a figura no parque temático também pôde ser visto na exposição.[4]

Referências

  1. Wyatt, Edward (16 de setembro de 2006). «In the Land of Beautiful People, an Artist Without a Face». New York Times (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2015 
  2. «'Guerrilla artist' Banksy hits LA». BBC. 14 de setembro de 2006. Consultado em 14 de março de 2016 
  3. «Banksy's painted elephant is illegal, say officials». The Guardian. Consultado em 12 de outubro de 2018 
  4. «Artist Banksy targets Disneyland». BBC. 11 de setembro de 2006. Consultado em 14 de março de 2016 

Notas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]