Batalha de Ayacucho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Batalha de Ayacucho
Martin Tovar y Tovar 01.JPG
Óleo sobre tela da batalha de Ayacucho, uma obra de Martín Tovar y Tovar.
Data 9 de dezembro de 1824
Local Ayacucho, Peru
Desfecho Cláusulas ao vice-rei do Peru e o fim das grandes campanhas na América do Sul.
Combatentes
República do Peru Vice-reinado do Peru
Líderes e comandantes
Flag of the Gran Colombia (1819-1820).svg Antonio José de Sucre Espanha Vice-rei José de la Serna e Hinojosa
Forças
4.100 soldados gran colombianos
1.280 soldados chilenos, argentinos e peruanos.
7.500 soldados peruanos
475 soldados de Chiloé
500 soldados espanhóis
Vítimas
309 mortos
670 feridos
1.800 mortos
700 feridos

A Batalha de Ayacucho foi o último enfrentamento armado que, em terreno aberto, sofreram os independentistas e seu Exército Unido Libertador comandado por Sucre, contra os realistas e seu Exército de Operações do Peru, comandado pelo vice-rei José de La Serna e Hinojosa. A batalha aconteceu no Pampa da Quinoa, no departamento de Ayacucho, Peru, em 9 de dezembro de 1824. A vitória dos independentistas selou, de fato, a independência do Peru com uma série de cláusulas militares que se transformariam em um tratado diplomático anos mais tarde, em 1879.

Ícone de esboço Este artigo sobre batalhas (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.