Batalha de Dürenstein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha de Dürenstein
Guerras Napoleónicas
Battle of durenstein 1805.png
Data 11 de novembro de 1811
Local Dürenstein, vale de Wachau, Áustria
Desfecho Inconclusivo
Combatentes
França Primeiro Império Francês
Comandantes
Édouard Mortier
Théodore Maxime Gazan
Pierre Dupont de l'Étang
Mikhail Kutuzov
Mikhail Andreyevich Miloradovich
Dmitry Dokhturov
Johann Heinrich von Schmitt  
Forças
de início 6000–8000, aumentando para 8000–10 000 no final da batalha cerca de 24 000
Baixas
cerca de 4000, mais 47 oficiais e 895 homens capturados, duas Águias, um estandarte e cinco peças de artilharia cerca de 4000 mortos e feridos, dois estandartes do Regimento Muskova Viatka.

A Batalha de Dürenstein (também conhecida como Batalha de Dürrenstein, Batalha de Dürnstein, Batalha de Diernstein e, na Alemanha, Gefecht bei Dürrenstein), foi uma batalha que teve lugar em Dürenstein, a 11 de Novembro de 1805, durante as Guerras Napoleónicas. Dürenstein (actual Dürnstein), fica no vale de Wachau, rio Danúbio, a 73 km de Viena, na Áustria. O rio apresenta uma curva em forma de crescente, entre Dürnstein e Krems an der Donau, e a batalha teve lugar na planície inundada entre o rio e as montanhas.

Em Dürenstein, uma forma conjunta de tropas russas e austríacas surpreenderam uma divisão comandada por Théodore Maxime Gazan. A divisão francesa fazia parte do recém-criado VIII. Corpo, chamado de Corps Mortier, comandado por Édouard Mortier. Na perseguição das forças austríacas que estavam em retirada da Baviera, Mortier alargou geograficamente as suas trâs divisões ao longo da margem norte do Danúbio. Mikhail Kutuzov, o comandante da da força da Coligação, conseguiu que Mortier enviasse a divisão de Gazan para uma armadilha, e as tropas francesas foram apanhadas, no vale, entre duas colunas russas. Conseguiram ser salvas pela chegada a tempo da segunda divisão, sob o comando de Pierre Dupont de l'Étang. A batalha prolongou-se até de noite. Ambos os lados clamaram vitória. Os franceses perderam mais um terço das tropas, e a divisão de Gazan cerca de 40% de baixas. Do lado da Coligação, as baixas foram de 16% — entre elas, a morte de Johann Heinrich von Schmitt, um dos mais destacados marechais-de-campo da Áustria.

Esta batalha ocorreu três semanas depois da Batalha de Ulm, e três semanas antes da derrota austro-russa em Austerlitz. Depois de Austerlitz, a Áustria retirou-se da guerra. Os franceses exigiram uma elevada indemnização e Francisco I da Áustria abdicou como Imperador Sacro Romano, libertando os estados alemães da sua ligação ao Sacro Império Romano-Germânico.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Alison, Archibald (Sir). History of Europe, from the Commencement of the French Revolution in MDCCLXXXIX [i.e. 1789] to the Restoration of the Bourbons in MDCCCXV [i.e. 1815]. Edinburgh: Blackwood, 1847–48.
  • Alombert-Goget, Paul Claude; Colin, Jean-Lambert-Alphonse. La Campagne de 1805 en Allemagne: Saint Poelten et Krems. Paris: Librairie militaire R. Chapelot, 1902–1908, v. 4.
  • Blanning, Timothy. The French Revolutionary Wars. Nova Iorque: Oxford University Press, 1996, ISBN 0-340-56911-5.
  • Gaston Bodart|Bodart, Gaston. Militär-historisches Kriegs-Lexikon (1618–1905). Wien: Stern, 1908.
  • Egger, Rainer. Das Gefecht bei Dürnstein-Loiben 1805. Wien: Bundesverlag, 1986.
  • Fremont-Barnes, Gregory. The Napoleonic Wars: the Rise and Fall of an Empire. Oxford: Osprey, 2004, ISBN 978-1-84176-831-1.
  • Gates, David]]. The Napoleonic Wars 1803–1815. Nova Iorque: Oxford University Press, 1997, ISBN 0-340-61447-1.
  • Goetz, Robert. 1805: Austerlitz, the Destruction of the Third Coalition. Mechanicsburg, PA: Stackpole Books, 2005, ISBN 1-85367-644-6.
  • Kagan, Frederick W. The End of the Old Order. Cambridge, MA: Da Capo Press 2006, ISBN 978-0-306-81545-4.
  • Kerschbaumer, Anton. Geschichte der Stadt Krems. Krems: Österreicher Verlag, 1885,
  • Mullié, Charles. "Honoré Théodore Maxime Gazan", Biographie des Célébrités Militaires des Armées de Terre et de Mer de 1789 à 1850, 1852.
  • Murray (John) Company. Handbook for travellers in southern Germany. London: J. Murray, 1873.
  • Musée National des châteaux de Versailles et de Trianon, Combat de Dürnstein le 11 novembre 1805. Inventory 26557. Ministry of Culture. Accessed 3 March 2010.
  • Parker, Robert M. Parker's Wine Buyer's Guide, 7th Edition: The Complete, Easy-to-Use. Nova Iorque: Simon and Schuster, 2008. ISBN 978-0-7432-7198-1.
  • Porter, Darwin; Prince, Danforth. Frommer's Austria. "Krems and Dürenstein". Hoboken, N.J. : Frommer's, 2009.
  • Smith, Digby. Napoleonic Wars Databook: 1805, London: Greenhill Publishing Co., 1998, ISBN 1-85367-276-9.
  • Smith, Digby. Napoleon's Regiments. PA: Stackpole, 2001. ISBN 1-85367-413-3.
  • Stadt Krems an der Donau. Chronik.
  • Tolstoy, Leo. War and Peace. Chapter 8. Ware, Hertfordshire: Wordsworth Editions, 1995, ISBN 1-85326-062-2.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Guerras Napoleónicas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.