Batalha de Ráfia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

31° 17′ 19″ N, 34° 15′ 07″ L

Batalha de Ráfia
Guerras Sírias
Data 217 a.C.
Local Ráfia, Faixa de Gaza
Desfecho Vitória egípcia
Beligerantes
Império Selêucida Império Ptolemaico
Comandantes
Antíoco III Magno Ptolemeu IV Filópator
Forças
62 000 de infantaria, 6 000 cavaleiros, 102 elefantes 70 000 de infantaria, 5 000 cavaleiros, 73 elefantes
Busto de Antíoco III (Museu do Louvre)
Ptolemeu VI Filópator

A batalha de Ráfia, também conhecida como a Batalha de Gaza, foi uma batalha travada em 22 de Junho 217 a.C. perto da moderna cidade de Rafá, na Faixa de Gaza, entre as forças do rei ptolemeu Ptolemeu IV Filópator e o imperador selêucida Antíoco III Magno durante as Guerras Sírias. Foi a batalha decisiva da Quarta Guerra Síria, envolvendo entre 120.000 e 150.000 homens, e uma das maiores travadas durante o período helenístico e dos reinos dos Diádocos, a qual determinou a soberania da Celessíria.[1]

Sinopse das Forças[editar | editar código-fonte]

De acordo com Políbio, Ptolomeu tinha 70 000 soldados de infantaria, 5 000 de cavalaria e 73 elefantes de guerra e Antíoco contava com 62 000 soldados de infantaria, 6 000 de cavalaria, e de 102 elefantes.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Rickard, J. Battle of Raphia, 22 June 217 BC. History of War. http://www.historyofwar.org/articles/battles_raphia.html (acedido a 9 de maio de 2012).
  2. Polybius. The Histories of Polybius. V.65 e V.79-87; Bloomington: Indiana University, 1962

Ligações externas[editar | editar código-fonte]