Batalha de Smolensk (1941)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Batalha de Smolensk
Segunda Guerra Mundial
Eastern Front 1941-06 to 1941-09.png
A frente leste de junho 1941 — setembro 1941
Data 10 de Julho de 1941 - 10 de setembro de 1941
Local Smolensk, União Soviética
Desfecho Vitória Alemã
Beligerantes
 União Soviética Flag of the German Reich (1935–1945).svg Alemanha Nazista
Comandantes
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Semjon Konstantinowitsch Timoschenko Flag of the German Reich (1935–1945).svg Heinz Guderian
Flag of the German Reich (1935–1945).svg Hermann Hoth
Flag of the German Reich (1935–1945).svg Fedor von Bock
Forças
581 600 soldados[1](excluindo as reservas) 430 000 soldados
1 000 tanques[2]
Baixas
Total: 759 947[3]

186 144 mortos
273 803 feridos
300 000 capturados[4][5]
Perdas materiais: 1 348 – 3 273 tanques e SPGs,[6][a] 903 aeronaves[7]
29 650 mortos
100 327 feridos
5 682 desaparecidos
214 tanques destruídos[8]

A Batalha de Smolensk foi uma batalha na Frente Oriental da Segunda Guerra Mundial. Marcou o início da invasão soviética pelo exército alemão, na investida militar denominada Operação Barbarossa[9]

A tomada da região de Smolensk, localizada a cerca de 400 km de Moscovo configurou-se em um marco estratégico de suma importância para a investida nazista em direção a capital soviética, limitando as movimentações do Exército Vermelho ao longo do eixo leste-oeste da Bielorrússia e região nordeste da Ucrânia.

A batalha se estendeu de 10 de julho a 10 de setembro de 1941, deflagrando-se apenas 18 dias após o início da invasão da URSS. No entanto, a incredulidade dos generais soviéticos em relação à ofensiva nazista permitiu que as tropas alemãs, comandadas pelo general Fedor von Bock, avançassem, nesse curto período, cerca de 500 km dentro do território soviético, sem encontrar qualquer resistência.[10]

A larga vantagem bélica dos alemães permitiu o cerco e a destruição do 16.º, 19.º e 20.º exércitos soviéticos, totalizando mais de 290 000 baixas. O 16º foi destruído em totalidade, havendo registro oficial de um único sobrevivente.

Referências

  1. Krivosheev (2001), Chapter V – Battle of Smolensk: 10 July – 10 September
  2. Glantz (2010), p. 43.
  3. Krivosheev 1997, p. 116.
  4. Glantz 2010, p. 576.
  5. Klink 1998, p. 536.
  6. Glantz 1995, p. 293.
  7. Krivosheev 1997, p. 260.
  8. Stolfi 1993, p. 164.
  9. Evans 2008, p. 198-199
  10. Glantz (1995), p. 58.
Ícone de esboço Este artigo sobre batalhas (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.