Batalha do Rio Hális

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com a Batalha do Hális (610 a.C.) entre medos e lídios.
Batalha do Rio Hális
Segunda Guerra Mitridática
Data 82 a.C.
Local Rio Hális, Reino do Ponto
Desfecho Vitória pôntica
Beligerantes
República Romana República Romana   Reino do Ponto
Comandantes
República Romana Lúcio Licínio Murena   Mitrídates VI
  Górdio
Forças
2 legiões Desconhecida
Baixas
Desconhecidas Desconhecidas
Rio Hális está localizado em: Turquia
Rio Hális
Localização do Rio Hális no que é hoje a Grécia

A Batalha do Rio Hális, também conhecida como Batalha do Hális, foi travada em 82 a.C. entre as forças da República Romana e as do Reino do Ponto no contexto da Segunda Guerra Mitridática.

História[editar | editar código-fonte]

No decorrer de sua campanha contra Mitrídates VI do Ponto, o general romano Lúcio Licínio Murena superestimou suas próprias chances e ignorou as ordens recebidas de Roma para encerrar as operações. No comando de duas legiões, Murena lançou diversos raides ao território pôntico e acabou provocando a Segunda Guerra Mitridática. No rio Hális, os romanos encontraram um pequeno exército comandado pelo general Górdio e acamparam do outro lado do rio. O próprio Górdio aguardou a chegada de Mitrídates, que veio à frente do principal exército pôntico, para atacar os mal-preparados romanos. Os pônticos conseguiram forçar a travessia do rio e conseguiram que os romanos recuassem deixando seu acampamento para trás depois de pesadas perdas. Em 81 a.C., o próprio Lúcio Cornélio Sula restaurou a paz entre Roma e o Reino do Ponto nos termos da Paz de Dárdanos, de 85 a.C.[1]

Referências

  1. Jaques, Tony, ed. (2007). Dictionary of battles and sieges: a guide to 8500 battles from antiquity through the twenty-first century (em inglês). Vol. 2 F–O. Westport, Conn.: Greenwood Press. p. 429. ISBN 978-0-313-33538-9