Beitar Illit

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Beitar Illit (em hebraico: בֵּיתָר עִלִּית ) ou Betar Illit é uma cidade, israelense na cisjordânia 10 km ao sul de Jerusalém, estabelecido em 1985, em terras compradas de antigas vilas árabes. Seus primeiros habitantes foram jovens famílias sionistas religiosas do yeshivá de Machon Meir. Posteriormente houve um influxo de haredis ortodoxos, que atualmente predominam

beitar illit e assim nomeada devido a antiga vila de betar a ultima vila defendida pelos judeus liderados por simão bar kokhba na terceira guerra judaico-romana após a reconquista de jerusalém pelos romanos bar kokhba e seus soldados se refugiaram na vila de betar porem a cidade foi tomada e os soldados romanos massacram a população da cidade

o talmud nos conta de forma alegórica a destruição da cidade

''pois eles(os habitantes de betar)tinham um costume:quando nascia um menino plantavam um cedro e quando nascia uma menina plantavam um pinheiro quando se casarem as arvores eram cortadas.um dia a filha de césar estava passeando e o raio da roda de sua carruagem quebrou. seus servos cortaram um cedro e colocaram-no para arrumar a carruagem. os habitantes de betar os atacaram e os servos foram falar com césar ''os judeus estao se rebelando contra vossa realeza'' os romanos os atacaram e destruiram a cidade

Sua população em janeiro de 2014 era de 46 874 sendo 20 000 crianças em idade escolar.

Toda a educação na cidade é religiosa, já que a população é exclusivamente Haredi.[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

31° 41′ N 35° 6′ E

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Beitar Illit