Buda (mangá)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Buddha (mangá))
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Buda (mangá)
ブッダ
(Buddha)
Gênero Épico, Biografia, Drama, Humor, Histórico
Mangá
Escrito por Osamu Tezuka
Editora(s) Japão Ushio Shuppansha
Brasil Conrad Editora
França Editions Tonkam
Itália Hazard
Estados Unidos Vertical
Espanha Planeta DeAgostini Comics
Países Baixos Luitingh
Data de publicação setembro de 1972 – dezembro de 1983
Volumes 14
Wikipe-tan face.svg Portal Animangá

Buddha é uma adaptação para o mangá da história de Buda, feita por Osamu Tezuka. O budismo faz parte da cultura japonesa e asiática, como o Cristianismo faz parte da cultura ocidental. Ou seja: é uma espécie de pano de fundo, uma caldeirão de ideias e símbolos, cheio de dinamismo, que atinge até mesmo os não praticantes da religião.

O mangá, escrito por Osamu Tezuka em 1972, o mesmo criador de A Princesa e o Cavaleiro e Astro Boy, traz o humor típico do autor e uma visão aguda dos problemas sociais da época retratada. Escrita em 14 volumes, foi publicada no Brasil em 2005, pela Conrad Editora. É um mangá sobre a Índia em que Buda viveu de perto, com o sofrimento dentro de cada ser vivo, mas também sobre o humor e sabedoria natural que permeiam a todos, que aliás é característica do mestre Tezuka, em todos os 14 volumes há o humor típico dos mangás, muita referência a cultura pop moderna, contudo em nenhum momento os ensinamentos, a emoção e a triste verdade que é separação de castas na Índia são deixados de lado, pois Tezuka não esquece de transpor ao seu público toda uma crítica sobre a extrema pobreza dessa região que contrasta com a fé e a esperança que estão acima de tudo.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Buda Gauthama: Começa como o príncipe Siddartha, um garoto de saúde frágil que cresceu com o luxo de Kapilavastu, porém Siddartha sendo o escolhido para transformar a Índia e o mundo, nunca gostou de festas, brincadeiras, estava sempre preocupado com a vida (temia muito a morte), recebia visitas do deus Brahma (que o ajuda com sermões e orientações). Então depois de conhecer a peste, a fome, a pobreza resolve 'abandonar' seus pais, sua mulher e seu filho para ir em busca de todas as respostas que o afligiam, saber o sentido da vida, o porque do sofrimento existir e como derrubá-lo, ajudar o maior número de pessoas e então atingir a iluminação. Buda passa por várias provações (testes, tentações, sofrimento, dor, traição, etc).

Chapra: Um garoto filho de uma sudra (escravo). Para tentar ajudar a sua mãe, ele arrisca-se para salvar o rei de Kosala, que o transforma em filho, mas a sociedade de castas não permite isso. É morto junto com a mãe.

Tahta: Um jovem pária (excluído) que tem o dom de compartilhar a alma dos animais. Conhece Chapra e sua mãe, ele adota-os como família depois da sua ter sido assassinada pelo reino de Kosala. Cresce e vira um ladrão chefe de quadrilha que tenta vingar-se do rei de Kosala. Mas depois fica aliado de Buda.

Naradhatta: Um monge que recebe a missão do seu mestre Asita de procurar uma pessoa muito especial, é o Tahta, contudo abusando do seu dom é punido por seu mestre a virar um homem-bicho, a viver na floresta como uma fera. Acaba passando por provações e tornar-se sábio.

Yasodhara: Mulher de Buda e mãe do seu filho Rahula.

Ananda: Batizado por mara (monstro), é condenado a perseguir Buda e matá-lo, contudo acaba sendo ajudado por este e uma grande reviravolta faz com Ananda vire o seu braço direito e um dos mais importantes discípulos. Conhece Lihta, uma jovem escrava muda que também é ajudada por Buda.

Devadatta: Irmão mais velho de Ananda, é bastante contraditório, não mostrando-se do bem ou do mau.

Mighella: Mulher de Tahta. Sofreu muito pois apaixonou-se por Buda, o rei mandou que punissem-na queimando seus olhos ela então fica cega; depois contrai a peste; em seguida bebe veneno e fica muda; é presa... mas Buda sempre a ajuda com seus dons de iluminado.

Yatara: Um homem de mais de três metros de altura, super forte, primeiro vira guerreiro de Kosala, mas depois alia-se ao rei de Maddha e a Buda.

Assad: Um jovem que a princípio era 'renegado' por Buda, mas depois ele ganha o dom de prever o futuro e vê quando vai morrer, vivendo o resto de sua vida contada de uma forma humilde e simples, ele ganha a admiração de Buda depois.

Rei Bimbisara: É o rei de Maddha, recebe uma previsão feita por Assad dizendo que ele será morto aos 41 anos pelo próprio filho Ajassattu.

Prasenajat: Rei da poderosa Kosala, casa-se enganado por uma escrava de Kapilavastu.

Viruddhaka: Filho do rei de Kosala, quando descobre que tem sangue sudra manda prender a própria mãe, é mais conhecido como Príncipe Lazuli.

Dhepa: Monge que praticava o ascetismo intensamente, conhece Buda e depois de ficar amigo, traí-lo e receber uma transfusão de sangue do Buda passa a segui-lo.

Ícone de esboço Este artigo sobre mangá e anime é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.