Casta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Casta (desambiguação).


Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Membro das casta Basor em 1916 no estado indiano de Uttar Pradesh.

Casta é uma forma de estratificação social caracterizada pela endogamia, pela transmissão hereditária de um estilo de vida que frequentemente inclui um ofício (profissão), status ritual numa hierarquia e interações sociais consuetudinárias (habituais) e exclusão baseada em noções culturais de pureza e poluição[1][2] Seu exemplo etnográfico paradigmático é a divisão da sociedade indiana em grupos sociais rígidos, com raízes na história milenar da Índia que persiste nos dias atuais. Todavia, a importância econômica do sistema de castas da Índia tem progressivamente diminuído devido à urbanização e de programas de ação afirmativa. O sistema de castas indiano é um tema fundamental das pesquisas de sociólogos e antropólogos, sendo muitas vezes utilizado como analogia para o estudo de outros tipos de estratificação social existentes fora do subcontinente indiano.


De acordo com a UNICEF e a Human Rights Watch, a discriminação de casta afeta cerca de 250 milhões de pessoas em todo o mundo.[3][4] As castas são sistemas tradicionais, hereditários ou sociais de estratificação, ao abrigo da lei ou da prática comum, com base em classificações tais como a raça, a cultura, a ocupação profissional, etc.Varna, a designação sânscrita original para "casta", significa "cor". O adjectivo "casta" está relacionado ao conceito de castidade, palavra com a qual compartilha o mesmo radical latino referente à pureza.



Etimologia[editar | editar código-fonte]

O termo casta, originário do Espanhol e Português casta, de acordo com o dicionário de Espanho de John Minsheu, de 1599, é definido como "raça, linhagem, ou procriação".[5] Quando os espanhóis colonizaram o Novo Mundo, eles usaram a palavra para significar um "clã ou linhagem". No entanto, foram os portugueses que empregaram casta no sentido primordial moderno quando aplicaram isso aos milhares de grupos sociais indígenas endogâmicos e hereditários que encontraram na chegada à Índia em 1498.[5][6]


Índia[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Casta
Uma página do manuscrito "Setenta e dois espécimes de castas na Índia", que consiste em 72 imagens coloridas à mão de homens e mulheres de várias religiões, ocupações e grupos étnicos encontrados em Madura, Índia, em 1837.


Nepal[editar | editar código-fonte]

O sistema de castas nepalês é semelhante ao sistema indiano 'jāti', com numerosas divisões, sendo o varna "sobreposto" para uma equivalência aproximada. Mas, como a cultura e a sociedade são diferentes, algumas das coisas são diferentes. As inscrições atestam o início de um sistema de castas durante o período Licchavi. Jayasthiti Malla (1382-95) categorizou a sociedade em 64 castas (Gellner, 2001). Um exercício semelhante foi feito durante o reinado de Mahindra Malla (1506-75). O código social hindu foi posteriormente criado em Gorkha por Ram Shah (1603-36).



Sri Lanka[editar | editar código-fonte]

O sistema de castas no Sri Lanka é uma divisão da sociedade em estratos,[7] Influenciado pelo sistema de livro varnas e jāti encontrado na Índia. Antigos textos do Sri Lanka, como Pujavaliya, Sadharmaratnavaliya e Yogaratnakaraya e evidências de inscrição mostram que a hierarquia acima prevaleceu durante todo o período feudal. A repetição da mesma hierarquia de castas, mesmo no século XVIII, no período britânico / Kandyan Kadayimpoth - livros de limites, indica a continuação da tradição até o fim da monarquia do Sri Lanka.


Um homem de castas de Sudra de Bali. Foto de 1870, cortesia de Tropenmuseum, Holanda.


Europa[editar | editar código-fonte]

A Europa medieval teve uma estratificação social semelhante à do subcontinente indiano, isto é: -

  1. Nobreza / Realeza
  1. Cavaleiros / Escudeiros / Clero
  1. Artesãos
  1. Camponeses / servos


França e Espanha[editar | editar código-fonte]

Durante séculos, nos tempos modernos, a maioria considerava os cagots do Oeste da França e do norte da Espanha como uma casta inferior, os intocáveis. Nas igrejas eles tinham que usar portas segregadas, beber de fontes segregadas e receber a hóstia no final através de longas colheres de madeira. Era um sistema social fechado. Os cagots socialmente isolados eram endogâmicos e as chances de mobilidade social inexistentes.[8][9]


Reino Unido[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2013, o governo do Reino Unido anunciou sua intenção de alterar a Equality Act 2010 para "introduzir legislação sobre castas, incluindo quaisquer exceções necessárias às disposições sobre castas, no âmbito da lei de discriminação doméstica".[10]O Artigo 9 (5) da Lei da Igualdade de 2010 prevê que "um Ministro pode, por meio de [[Ordem estatutária], alterar a definição estatutária de raça para incluir casta e pode prever exceções na Aja para aplicar ou não aplicar em casta".


Referências

  1. Scott, John; Marshall, Gordon (2005), «caste», A Dictionary of Sociology, ISBN 978-0-19-860987-2, Oxford, UK; New York, NY: Oxford University Press, p. 66, consultado em 10 de agosto de 2012 
  2. Winthrop, Robert H. (1991), «Caste», Dictionary of Concepts in Cultural Anthropology, ISBN 978-0-313-24280-9, New York, NY: Greenwood Press, pp. 27–30, consultado em 10 de agosto de 2012 
  3. "Discrimination." UNICEF.
  4. "Global Caste Discrimination." Human Rights Watch.
  5. a b «Caste, n». Oxford English Dictionary. 1989 
  6. Pitt-Rivers, Julian (1971), «On the word 'caste'», in: T O Beidelman, The translation of culture essays to E.E. Evans-Pritchard, London, UK: Tavistock, pp. 231–256, GGKEY:EC3ZBGF5QC9 
  7. John Rogers (fevereiro de 2004). «Caste as a social category and identity in colonial Lanka». Indian Economic Social History Review. 41 (1): 51–77. doi:10.1177/001946460404100104 
  8. Sean Thomas (28 de julho de 2008). «The last untouchable in Europe». London: The Independent, United Kingdom 
  9. Anders Hansson (1996). Chinese Outcasts: Discrimination and Emancipation in Late Imperial China. [S.l.]: BRILL. pp. 15–16. ISBN 978-90-04-10596-6 
  10. Government Equalities Office, Caste legislation introduction – programme and timetable, accessed 2 June 2016


Fontes[editar | editar código-fonte]


Leitura complementar[editar | editar código-fonte]

  • Spectres of Agrarian Territory by David Ludden 11 December 2001
  • "Early Evidence for Caste in South India", p. 467-492 in Dimensions of Social Life: Essays in honor of David G. Mandelbaum, Edited by Paul Hockings and Mouton de Gruyter, Berlin, New York, Amsterdam, 1987.



Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • "Early Evidence for Caste in South India," p. 467-492 in Dimensions of Social Life: Essays in honor of David G. Mandelbaum, Edited by Paul Hockings and Mouton de Gruyter, Berlin, New York, Amsterdam, 1987 (Em inglês).


Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre sociologia ou um sociólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.