Buuz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Buuz
País Mongólia
Ingrediente(s)
principal(is)
Massa e carne de carneiro ou vaca
Receitas: Buuz   Multimédia: Buuz
Buuz cru e cozido
Buuz servido na Buriácia
Double buuz Buriácia, Rússia

Buuz (em mongol: Бууз) é um tipo de bolinho cozido no vapor recheado com carne, típico da Mongólia. Um exemplo de culinária autêntica mongol e buriate, o prato é geralmente comido em casa no dia de Tsagaan Sar, a comemoração do ano novo mongol. Hoje em dia, os bolinhos também são oferecidos em restaurantes, lanchonetes e cafés espalhados pela capital do país, Ulaanbataar.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Buuz é a versão mongol do bolinho cozido a vapor que é encontrado em toda a região do continente asiático. Etimologicamente, buuz revela uma origem chinesa, proveniente da palavra baozi, que é o nome em mandarim para esse tipo de bolo cozido no vapor; no entanto, a receita é considerada pelo povo mongol como originariamente nacional, e diferente do baozi da China.[2] O buuz é um alimento bastante comum ao longo de toda a duração do ano, mas especialmente na época das celebrações do ano novo mongol, que geralmente caem no mês de fevereiro. O prato é preparado nas três semanas anteriores e deixado no exterior das casas para congelarem nas baixíssimas temperaturas do inverno mongol; depois são consumidos com salada e pão frito, acompanhados por suutei tsai (chá mongol) e vodka.[3]

Ingredientes e preparação[editar | editar código-fonte]

Buuz são preenchidos com carne de carneiro ou carne de vaca moídas, que são temperadas com cebola e/ou alho e sal.[4] Ocasionalmente, o recheio é aromatizado com brotos de erva-doce (funcho) e outras ervas. Purê de batata, repolho ou arroz também podem ser adicionados à mistura de carne.[5]

A bola de carne é, então, colocada dentro de uma pequena bolsa de massa, que é dobrada ao redor do recheio com uma pequena abertura na parte superior. O estilo dessa dobradura cabe ao cozinheiro; os três tipos comuns são crescente (no formato de uma meia-lua), redondo ou yurt e flor.[6] O buuz é em seguida cozido no vapor e comido com as mãos, de forma que a bolsa armazena todo o líquido expelido pela carne até a hora de ser comido, realçando o sabor.[4]

Buuz são bastante semelhantes a outro tipo de bolinho típico da Mongólia, o khuushuur, exceto o fato de que o khuushuur é frito e não cozido.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Slater, Judith J. (2004). Teen Life in Asia. Greenwood. ISBN 9780313315329.
  2. Brigitte,, Sebastia,. Eating traditional food : politics, identity and practices. London: [s.n.] ISBN 9781317285946. OCLC 963933717 
  3. Williams, Sean (2006). The Ethnomusicologists' Cookbook: Complete Meals from Around the World. CRC Press. p. 59. ISBN 9780415978194.
  4. a b «Recipe for buuz — traditional Mongolian dumplings | World Vision». World Vision (em inglês). 20 de outubro de 2016 
  5. Rob., Beattie, (2012). Fishing : a very peculiar history, with extra maggots. Brighton: Book House. ISBN 9781908759856. OCLC 784885564 
  6. Ruhlmann, Sandrine. Are buuz and banz traditional Mongolian foods? In: cf. Sebastia, Brigitte.