Café de gatos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Um café de gatos em Kyoto.

Um Café de Gatos (猫カフェ, neko kafe?, neko significa gato em japonês) é um bar ou um café que oferece um grande número de gatos com os quais os clientes podem interagir. Este tipo de café temático é um conceito popular no Japão,[1] com alguns cafés em outros países, incluindo o Brasil, oferecendo um serviço semelhante.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Vários gatos em um café de gatos japonês.

O primeiro café de gatos abriu em Taipei, em Taiwan em 1998,[3] e se tornou popular com turistas japoneses e taiwaneses.[4] No Japão, o primeiro café de gatos foi criado em Osaka em 2004.[5]

Cafés de gatos se tornaram populares entre os japoneses, e o país tem pelo menos uma centena de cafés diferentes,[6] o precursor sendo Neko no mise (猫の店?) (猫の店?) de Norimasa Hanada, inaugurado em 2005. Sua popularidade é atribuída ao fato de que muitos Japoneses não podem possuir animais de estimação pois eles são proibidos em grande parte dos apartamentos. Além disso, a população urbana de grandes cidades japonesas considera estes gatos como companheiros anti-estresse.[7][8]

O conceito foi exportado para a Europa com a abertura na Áustria do Neko Café em Viena. No entanto, apesar da ideia ser a mesma, o café de gatos austríaco existe em um espaço aberto, ao invés de fechada, mais semelhante a um café do que a um aluguel de gatos. Em 2012, o Neko Café tinha 6 gatos que vieram de um refúgio.[9]

Em Paris, o primeiro café de gatos abriu em 2013 no bairro de Marais com o nome "Café des Chats ".[10] No Canadá, o "Le Café des Chats – Cat Café" de Montreal abriu suas portas em 2014 e Montreal tornou-se a primeira cidade na América do Norte a abrir um Neko Cafe.[11]

O primeiro cat café do Brasil abriu em Sorocaba em 2014, mas ao contrário de muitos países, no Brasil não é permitido que os animais circulem em um ambiente onde se serve comida, portanto os animais ficam em um ambiente separado e os clientes podem apenas vê-los.[12][13]

Variações[editar | editar código-fonte]

Muitos brinquedos para gatos são colocados à disposição do cliente.

Cafés de gatos podem oferecer gatos de várias cores e raças, mas alguns cafés temáticos têm um foco mais específico, como gatos pretos, gatos de raças raras, etc.[14] Outros cafés focam na quantidade; o Calico em Tóquio por exemplo tem 53 gatos diferentes.[15]

Após a moda de gatos, vários cafés passaram a se especializar em outros tipos de animais, como coelhos, ouriços, ovelhas, cachorros e até répteis.[16]

Bem-estar dos animais[editar | editar código-fonte]

No Japão o bem-estar dos animais é sujeito a regras rígidas e os cafés de gatos devem obter uma licença e obedecer regras estritas para a proteção dos animais.[17] Os gatos não podem ser incomodados enquanto dormem e os clientes não podem tocá-los. Os clientes do café devem deixar suas coisas e lavar as mãos na entrada do café para garantir a higiene do lugar.

Em 2012, o preço para ficar em um café gatos no Japão era de aproximadamente 1000 ienes / hora durante a semana e 150 ienes por quinze minutos nos fins de semana.[18]

Em 2012, no Japão, uma nova legislação foi posta em prática pelas autoridades japonesas para reforçar a proteção dos animais. Um toque de recolher foi introduzido em todos os bares com gatos. Desde então, depois de oito horas da noite, "a exibição pública de cães e gatos" está proibida. Os donos de cafés para gatos foram diretamente afetados por esta medida, uma vez que a maioria de sua clientela é composta de trabalhadores retornando no final da noite.[19]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «A guide to Tokyo's best cat cafés». SoraNews24 (em inglês). 22 de fevereiro de 2014 
  2. Green, Penelope (6 de Novembro de 2015). «At a Cat Cafe, Sipping and Purring» (em inglês). New York Times. Consultado em 8 de Fevereiro de 2018 
  3. 日経トレンディネット (2 de maio de 2008). «【今回のお題】話題の「猫カフェ」に来るお客さんってどんな人たち?». 日経トレンディネット (em japonês) 
  4. ASCII. «台湾発の癒しカフェ、アニマルカフェが台湾に急増中!». ASCII.jp (em japonês) 
  5. «What's a Cat Cafe? - The Cat Cafe». The Cat Cafe (em inglês) 
  6. CNNGo, By Selena Hoy,. «Tokyo cat cafes not just for crazy cat ladies» (em inglês) 
  7. «Japon: les bars à chats victimes d'un couvre-feu». Slate.fr (em francês) 
  8. Ho, Erica. «Animal Lovers Fume at Newly Announced 'Cat Curfew' in Japan». Time (em inglês). ISSN 0040-781X 
  9. «Le premier "bar à chats" d'Europe ouvre à Vienne» (em francês) 
  10. «Le restaurant» (em francês) 
  11. «Le Café des Chats, Montreal». www.foodlovehappiness.com. Consultado em 13 de novembro de 2017 
  12. Nunes, Brunella. «Roteiro Hypeness: conheça o Café com Gato, o primeiro cat café do Brasil». Hypeness. Consultado em 13 de novembro de 2017 
  13. Abe, Maria Carolina (19 de Dezembro de 2014). «SP adapta loja que aluga carinho de gatos e faz 1º cat café com 'aquário'». UOL. Consultado em 8 de Fevereiro de 2018 
  14. Ashcraft, Brian. «A Japanese Cat Cafe That Specializes in Black Cats». Kotaku (em inglês) 
  15. «Completely Purrfect – Tokyo's Calico Cat Café – Rage and enthusiasm». www.rageandenthusiasm.com (em inglês). Consultado em 13 de novembro de 2017 
  16. «Nine cutest animal cafes around the world». USA TODAY (em inglês) 
  17. «猫が癒してくれる猫カフェ». [猫] All About (em japonês) 
  18. «Le Cat Cafe, un bar japonais qui loue des chats» (em francês) 
  19. Stucky, Nathalie-Kyoko. «Goodnight Kitty: Curfew Curtails Tokyo's Cat Cafés». The Atlantic (em inglês) 

Links externos[editar | editar código-fonte]