Bar (estabelecimento)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um bar é um estabelecimento comercial com balcão e pequenas mesas em que se servem bebidas alcoólicas e não alcoólicas. Além disso, em geral, são servidos petiscos e outras iguarias.[1]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Bar" origina-se do inglês bar,[2] que designa o mesmo tipo de estabelecimento. Originalmente, o termo significava "barra", aquela que fica na base do balcão e em que se apoiam os pés. Outra versão para o significado do nome é a barra (trave) de madeira em que se amarravam os cavalos nos saloons do Velho Oeste estadunidense.[carece de fontes?]

História[editar | editar código-fonte]

Na Babilônia, já existiam as chamadas tavernas em 1772 a.C., data do Código de Hamurábi, que previa pena capital para o dono do estabelecimento comercial que misturasse água na cerveja. As tavernas, inicialmente, eram pousadas para os viajantes, cujo serviço de bebidas era um complemento. Com o passar dos anos, passou a servir também aos residentes locais, geralmente de classe baixa, passando a oferecer, também, música, prostitutas, jogo de dados e brigas de galo. As tavernas reuniam marinheiros, criminosos e conspiradores e eram desprezadas pela elite. Esses serviços desapareceram com a queda de Roma, retornando no século XV.[3]

O bar mais antigo ainda em funcionamento é o Ye Olde Fighting Cocks, na cidade de St. Albans, na Inglaterra, que foi fundado em 1539. O termo "bar" surgiu em 1590 para denominar a barra existente no balcão e que servia para impedir os clientes de se debruçarem e incomodarem o barman. No Brasil, os bares surgiram com a chegada da família real em 1808, que trouxe os costumes da Europa. Eram destinados aos clientes de maior ascensão econômica. O boteco é um bar popular, seu nome vem de "bodega" (venda). Até a revolução dos costumes em meados do século XX, as "mulheres de família" não frequentavam bares, botecos ou tavernas.[3]

Uma tendência recente é a criação de bares onde os animais de estimação dos clientes também são servidos.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bar (estabelecimento)


Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 230.
  2. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 230.
  3. a b (Junho 2013) "Como fazíamos sem... BAR". Aventuras na História (119): 14. São Paulo: Editora Abril.
  4. O dia (11 de novembro de 2011). "Bares para pessoas e animais ganham popularidade no Japão". Consult. 20 de novembro de 2012. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Cultura é um esboço relacionado ao Projeto Cultura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.