Caixa de gordura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Caixa de gordura com restos flutuantes.

Uma caixa de gordura é um dispositivo da rede de tratamento de esgotos composta de um pequeno tanque onde a gordura (e outros componentes) despejada em uma pia ou máquina de lavar louças é separada e não vai para a rede.[1] Contém apenas restos da cozinha, e não de outros aposentos, como banheiros por exemplo.

A gordura proveniente da limpeza de louças em residências solidifica-se e pode entupir canos, daí a importância da existência de uma caixa de gordura. Periodicamente, é necessária a limpeza das caixas, pois formam-se crostas de gordura. As caixas de gordura podem ser feitas de diferentes materiais, como aço inoxidável, plástico, concreto e ferro fundido. Seu volume pode variar de 35 litros para 45 000 litros ou mais. Podem se localizar acima do solo, abaixo do solo, nas cozinhas ou fora das casas.

História[editar | editar código-fonte]

Caixas de gordura são usadas desde a Era Vitoriana. Nathaniel Whiting obteve a primeira patente para caixa de gordura no final do século XIX.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. R. A. Christian. Wastewater Treatment: Concepts And Design Approach. Asoke K. Ghosh, 2006