Cambra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Cambra (desambiguação).
Portugal Cambra  
—  Freguesia portuguesa extinta  —
TorreMedievalCambraBaixo.jpg
Cambra está localizado em: Portugal Continental
Cambra
Localização de Cambra em Portugal Continental
Coordenadas 40° 41' 9" N 8° 9' 19" O
Concelho primitivo Vouzela
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
 - Total 25,39 km²

Cambra é uma antiga freguesia portuguesa do concelho de Vouzela, com 25,39 km² de área e 1 244 habitantes (2011). A sua densidade populacional era 49 hab/km².
A partir de 29 de Setembro de 2014, Cambra passou a fazer parte integrante da União de Freguesias de Cambra e Carvalhal de Vermilhas.

População[editar | editar código-fonte]

Evolução da População  1864 / 2011
População da freguesia de Cambra [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 721 1 786 1 783 1 899 1 918 1 872 1 717 1 934 1 844 1 689 1 596 1 655 1 452 1 366 1 244

No ano de 1864 pertencia ao concelho de Oliveira de Frades, tendo passado a pertencer ao actual concelho por decreto de 02/11/1871.

Grupos Etários 2011
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 219 166 653 328 16,0% 12,2% 47,8% 24,0%
2011 170 150 587 337 13,7% 12,1% 47,2% 27,1%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

Geografia[editar | editar código-fonte]

Cambra, assim chamada por ter nascido e crescido ao longo do rio Cambar, hoje rio Alfusqueiro, é uma das maiores freguesias do concelho de Vouzela, distribuída pelos seguintes lugares: Cambra (Igreja), Cambra de Baixo, Levides, Mogueirães, Pés-de-Pontes, Paredes Velhas, Caveirós de Baixo, Caveirós de Cima, Confulcos, Tourelhe, Corujeira, Santa Comba e Chã.

Situada na encosta noroeste da Serra do Caramulo, também conhecida por “Cambra da Serra”, para que não haja confusões com a zona de Vale de Cambra, tem por padroeiro São Julião e foi entregue no concelho a que pertence por decreto datado de 2 de Novembro de 1876.

Consta que esta freguesia foi uma honra antiga, com origem em tempos anteriores à própria nacionalidade e sabe-se que, no ano de 1002, num documento, há referência a rivulo cambar.

Património natural[editar | editar código-fonte]

  • Em Caveirós de Cima onde do miradouro de Santo Antão pode-se admirar uma boa parte das outras povoações
  • Em Cambra encontram-se as águas límpidas dos dois maiores rios que sulcam estas terras: o rio Alfusqueiro e o rio Couto, também conhecido por rio do Vale da Cale. Ao longo dos seus percursos espalham-se os inevitáveis moinhos de água, verdadeiras obras de engenharia popular que tal como poldras, açudes, cales e levadas são testemunhas do tempo, ainda recente, em que o homem não dependia tanto das máquinas e dos combustíveis para moer os seus cereais e regar os seus campos.
  • Em Cambra de Baixo, bela pelo cinzento granítico das suas casas e pelos verdes mimosos dos campos, existe a Cova do Lobisomem onde, segundo a lenda, o enorme monstro peludo se refugiava do olhar dos homens. Nesta gruta, situada nas margens do Rio do Vale da Cale, refere Amorim Girão, haver vestígios de ocupação humana em tempos remotos.

Património cultural[editar | editar código-fonte]

Festas, feiras e romarias[editar | editar código-fonte]

Igreja Paroquial de Cambra.

Património edificado[editar | editar código-fonte]

  • Casa Solar da Igreja
  • Casa no lugar da Corujeira
  • Igreja Paroquial de Cambra ou Igreja de São Julião, edifício do século XVIII, com frontaria revestida de azulejos azuis e ornada por duas torres sineiras. No seu interior, para além da riqueza da talha dourada, destaca-se o belo tecto com caixotões pintados com cenas da vida de santos e a necessitarem de urgente restauro. São de referir também as belas imagens dos seus altares, sem esquecer a desaparecida Senhora do Rosário que era sem dúvida a mais valiosa.
  • A Torre de Cambra, localizada entre os referidos rios, junto da Capela do Divino Espírito Santo.
  • Na povoação de Igreja pode-se admirar o imponente brasão do Solar de Cambra, recentemente restaurado.
  • Em Santa Comba, já quase nos limites da freguesia, destaca-se a Capela na qual se realiza a romaria da Santa Combinha. Umas centenas de metros mais abaixo, em Tourelhe, fica a Ermida de Santa Luzia, no monte do mesmo nome, com belo panorama.
  • Em Pés-de-Pontes, destacam-se a Capela de Nossa Senhora das Dores e algumas moradias em granito recuperadas para utilização como segunda habitação ou casa de férias.

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cambra