Candido Dias da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Candido Dias
Conhecido(a) por Fundador do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense
Nascimento 1880
Sorocaba, SP, Brasil.
Morte 12 de abril de 1917 (37 anos)
São Paulo, SP, Brasil.
Nacionalidade brasileiro

Candido Dias da Silva (Sorocaba, 1880São Paulo, 12 de maio de 1917)[1] foi fundador do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, clube de futebol do Rio Grande do Sul, Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

No início do século XX, o futebol vinha aos poucos se tornando conhecido em todo o Brasil, semeado por viajantes que levavam a novas fronteiras, suas rudimentares e valiosas bolas de couro, a exemplo Charles Miller (em São Paulo), Fritz Essenfelder (em Curitiba) entre outros. Foi justamente um destes desbravadores, o paulista Cândido Dias, quem apresentou a primeira bola de futebol a Porto Alegre. A novidade logo despertou curiosidade e uma turma de amigos se formou em sua volta. Muitos fins de semana se estenderam na convivência daquele grupo, em piqueniques e na prática empírica do esporte.

No feriado de 7 de setembro de 1903, dois quadros de atletas do Sport Club Rio Grande foram a Porto Alegre para uma demonstração, uma ótima oportunidade para os porto-alegrenses aprenderem mais sobre o esporte. O público lotou o campo improvisado para a apresentação e vibrava com as jogadas. Até que, para decepção geral, a bola murchou. Quando todos pensavam que a festa estava terminada, Cândido ofereceu sua bola para que a partida terminasse. Após o jogo, ele e o grupo de amigos puderam confraternizar com os jogadores, que lhe explicaram detalhes do esporte e principalmente, o que era necessário para fundar um clube. Entusiasmados com o que haviam aprendido, uma semana depois, ao entardecer do dia 15 de setembro de 1903, trinta e um rapazes se reuniram e escreveram a ata de fundação do novo clube, que depois seria assinada por todos os presentes. Carlos Luiz Bohrer foi eleito o primeiro presidente do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, sem jamais imaginar a projeção mundial que o recém-nascido clube um dia alcançaria. A Ata de Fundação do Grêmio, lavrada naquela reunião de 15 de setembro de 1903, tem a seguinte redação:

Reuniram-se no Salão Grau situado à Rua 15 de Novembro, em Porto Alegre, os abaixo assinados a fim de tratarem da fundação de uma sociedade, que tivesse por fim dedicar-se ao jogo de foot-ball. Presidiu a sessão o Sr. Francisco França Júnior servindo de secretário. À sociedade foi dado o nome de Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. A fim de redigirem os estatutos foi nomeada a comissão composta dos Srs. Pedro Haeffner, Guilherme Uhrig e Álvaro Brochado. Foi eleita a seguinte diretoria: Carlos Luiz Bohrer – Presidente; Joaquim Ribeiro – Vice Presidente; Alberto Luís Siebel – 1º Secretário; Guilherme Kallfelz – 2º Secretário; Pedro Schuck – Tesoureiro; Cândido Dias – 1º Guarda Esporte; Guilherme Uhrig – 2º Guarda Esporte. Foi designado o dia 22 do corrente a fim de realizar-se a sessão de instalação para tomar posse de seus cargos a diretoria eleita. Porto Alegre, 15 de setembro de 1903.

Alberto Luís Siebel.

Assinam o documento como fundadores do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense:

  • Francisco França Júnior
  • Carlos Luiz Bohrer
  • Joaquim F. Ribeiro
  • Alberto Luís Siebel
  • Guilherme Uhrig
  • Álvaro Brochado
  • Cândido Dias da Silva
  • Guilherme Kallfelz
  • Alberto Knewitz
  • João Stelczyk
  • João Knewitz
  • Otto Müssnich
  • Arthur Bohrer
  • José Müssnich
  • Pedro Schuck
  • Frederico Panitz
  • Pedro Haeffner
  • Otto Neu
  • Manfredo Orengo
  • José Maria Kalleya
  • Paulo Haeffner
  • Pedro Cléres
  • Augusto Bugs
  • Carlos Fädrich
  • João Geski
  • Oswaldo Siebel
  • Leopoldo Siebel
  • Ernesto Gerlach
  • Frederico Strelau
  • Jacob Molther
  • Oscar Obst

O 32° fundador. Em sessão da Assembléia Geral ocorrida no dia 29 de fevereiro de 1904, foi adicionado como fundador o nome de Pedro da Costa Huch, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense desde o momento de sua fundação.

Morte[editar | editar código-fonte]

Candido, morreu aos 37 anos de idade, em 12 de maio de 1917, às 6h, no Instituto Paulista - hospital situado na região de Santo Amaro. Seu corpo foi sepultado no Cemitério Municipal da Consolação, na cidade de São Paulo. A causa da morte foi peritonite, como consta na certidão de óbito.

Referências

  1. Amaral, Fundação Ubaldino do. «Fundador do Grêmio morreu aos 37 anos, vítima de peritonite». Jornal Cruzeiro do Sul 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]