Ocotea odorifera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Canela sassafrás)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaOcotea odorifera
canela-sassafrás
Ocotea odorifera no Jardim Botânico de São Paulo.
Ocotea odorifera no Jardim Botânico de São Paulo.
Estado de conservação
Espécie vulnerável
Vulnerável
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Laurales
Família: Lauraceae
Género: Ocotea
Espécie: O. odorifera
Nome binomial
Ocotea odorifera
(Vellozo) Rohwer
Sinónimos

Ocotea odorifera, conhecida pelos nomes comuns canela-sassafrás ou sassafrás, é uma espécie da flora brasileira ameaçada de extinção do ecossistema da Mata Atlântica, segundo o IBAMA.

Descrição[editar | editar código-fonte]

A espécie Ocotea odorifera está em floração em dezembro e janeiro, produzindo flores de coloração amarela. Os frutos maturam nos meses de maio e junho. A espécie, conhecida pelo nome comercial de canela-sassafrás é utilizada para extracção de óleo sassafrás, construção de móveis e construções em geral.

O sassafrás é nativo de florestas e capões e parente da canela, do louro e da imbuia. Seu óleo, com aplicações em perfumaria e na fabricação de inseticidas, tem uma característica importantíssima: sua densidade nunca se altera, mesmo em altas variações de temperatura. Essa estabilidade é vital para aparelhos de precisão e já foi muito utilizado em aeronaves e até em espaçonaves. Para esta aplicação (aparelhos de precisão), atualmente é utilizado um óleo semelhante de outra planta. Sua cultivação não é popular, pois o sassafrás cresce bem devagar e dá frutos de vez em quando, sendo assim, ninguém o cultiva.[1]

Referências

  1. CARDOSO, Francisco. Árvores de Curitiba. Curitiba: Ed. do Autor, 2004. p. 96
  • IBAMA (1992) - Portaria nº 37-N, de 3 de abril de 1992 (Lista Oficial de Espécies da Flora Brasileira Ameaçada de Extinção)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]