Carbendazim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Carbendazim é um fungicida benzimidazólico que é de amplo espectro e largamaente utilizado e um metabólito do benomil.

O fungicida é usado para controlar doenças vegetais em cereais e frutas, incluindo cítricos, bananas, morangos, abacaxis, e pomos.[1] É também utilizado controversamente em Queensland, Australia nas plantações de macadâmia.[2] Uma solução de 4.7% de cloridrato de carbendazim é comercializada como Eertavas e vendida como um tratamento para a grafiose.

Estudos descobriram que altas doses de carbendazim causam infertilidade e destróem os testículos de animais de laboratório.[3] [4] O carbendazim foi incluído em uma proposta de banimento de biocida pela Agência Química Sueca [5] e aprovado pelo Parlamento Europeu em 13 de janeiro de 2009.[6]

Referências

  1. Wight, Andrew (14 January 2009). "Two-headed fish mystery deepens". Stock & Land [S.l.: s.n.] Arquivado desde o original em 11 January 2012. 
  2. Marissa Calligeros (2009-02-02). "Fungicide maker in birth defect storm" Sydney Morning Herald [S.l.] Consultado em 2010-03-21. 
  3. Aire, TA (2005 Aug). "Short-term effects of carbendazim on the gross and microscopic features of the testes of Japanese quails (Coturnix coturnix japonica).". Anatomy and embryology [S.l.: s.n.] 210 (1): 43–9. PMID 16034611. 
  4. "Carbendazim use banned on fruit crops". ABC [S.l.: s.n.] 5 February 2010. 
  5. "Interpretation of criteria for approval of active substances in the proposed EU plant protection regulation". Swedish Chemicals Agency (KemI). 2008-09-23. Consultado em 2009-01-14. 
  6. "MEPs approve pesticides legislation". 2009-01-13. Consultado em 2009-01-14. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]