Carlos Damas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Carlos Damas (Coimbra, 8 de abril de 1973) é um violinista português Portugal

Carlos Damas

Biografia[editar | editar código-fonte]

Carlos Damas começou por estudar violino em Portugal com Leonor Prado, violinista Portuguesa que estudou com Carl Flesch e Maxim Jacobsen. Prosseguiu os seus estudos em Paris com Jacqueline Lefévre e com Ivry Gitlis um dos maiores mestres do século XX. Foi artísticamente orientado por Sir Yehudi Menhuin.

Estreou em Paris no ano de 1993 o concerto para violino e orquestra do compositor Luís de Freitas Branco. Em 1997 foi o único músico ocidental a participar como solista no Quinto Festival de Artes da República Popular da China. Participou em concertos multiculturais organizados pela Unesco. Desde 1996 residente permanente de Macau. Recentemente, no ano 2010 fez a estreia em São Francisco da peça para violino e orquestra do compositor Sérgio Azevedo.Foi comparado a Henryk Szeryng e Gidon Kremer pelas revistas Gramophonne e TheStrad magazine.[1] Carlos Damas toca um precioso violino construído em 1753, em Florença, por G. B. Gabrielli, violino denominado de "ex-Isham".

Discografia[editar | editar código-fonte]

Carlos Damas fez as primeiras gravações de repertório de compositores portugueses. Gravou para etiquetas como a Dux, Brilliant Classics e Naxos:[2]

Referências Bibliográficas

  1. «Gulbenkian Música». musica.gulbenkian.pt. 2011. Consultado em 13 de agosto de 2011 
  2. «Carlos Damas | Discografia». carlosdamas.com. 2011. Consultado em 13 de agosto de 2011 
  • Enciclopédia da Música em Portugal no século XX, volume 4, autor.Salwa Castelo Branco, Lisboa, Círculo de Leitores, 2010, p. 1382.
  • Fernando Lopes Graça - Tábua Póstuma da Obra Musical, autor.Romeu Pinto da Silva, Editorial Caminho, Lisboa.
  • 50 Rostos de Macau,Livros do Oriente, autor.Maria José Palla, Macau, 1997.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]