Discogs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2016).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Discogs
Discogs_logo.svg
Gênero Música
País de origem  Estados Unidos
Idioma(s) Inglês
Lançamento Outubro de 2000
Posição no Alexa Aumento 799 (Global: November 2016)[1]
Proprietário Zinc Media, Inc
Página oficial www.discogs.com

Discogs (discogs.com), abreviação para discografias, é um website e banco de dados de informação sobre discos, incluindo itens promocionais, comerciais e discos não oficiais, conhecidos como piratas. Os servidores do discogs.com são de propriedade de "Zink Media, Inc." e estão alocados em Portland, Oregon, EUA[2][3].

Discogs é um dos maiores banco de dados online de música e o maior banco de dados no que se refere a vinis. Dentre todos os formatos e gêneros, mais de 8 milhões de itens estão catalogados. Também estão catalogados mais de 4.900.000 artistas e 1 milhão de gravadoras. O site tem por volta de 200.000 visitantes por dia.

História[editar | editar código-fonte]

Discogs.com iniciou suas atividades em Outubro de 2000, (o domínio foi registrado em 30 de agosto de 2000[4]) por Kevin Lewandowski - programador, DJ e fã de música - originalmente como um banco de dados de música eletrônica[5].

Ele se inspirou no sucesso de outras comunidades com Slashdot, eBay e Open Directory Project e decidiu usar este modelo para um banco de dados com discografias.

O objetivo original do site era construir o mais compreensivo banco de dados de música eletrônica, organizado por artistas, gravadoras e itens disponíveis naquele gênero. Em 2003 todo o sistema Discogs foi completamente reescrito (Versão 2)[6] e em Janeiro de 2004 começou a aceitar outros gêneros, inicialmente o hip-hop. Em 30 de Junho de 2004, Discogs publica suas primeiras estatísticas com alegados 15.788 contribuidores e 260.789 itens [7]. Na página inicial do Discogs há a informação indicando o número de itens, gravadoras e artistas já listados no banco de dados.

Desde então, se expandiu para incluir rock e jazz em Janeiro de 2005, funk/soul, latin e reggae em Outubro daquele mesmo ano e em Janeiro de 2006 blues e itens não musicais, como por exemplo discos de piadas ou sons da natureza. Em 2006 o número de itens no banco de dados ultrapassa a marca de 500.000.

Em 20 de Julho de 2007 um novo sistema para vendedores foi introduzido no site chamado Market Price History que disponibiliza aos usuários (mediante o pagamento de uma taxa) o valor pelo qual determinado item foi vendido. Ao mesmo tempo a taxa de $12 por ano para usuários "avançados" foi abolida.

Milestones[editar | editar código-fonte]

O Discogs publica informações indicando o número de lançamentos, gravadoras e artistas em seu banco de dados,[2] assim como seus contribuidores:[3]

Data Lançamentos (Masters) Lançamentos Artistas Gravadoras Contribuidores Notas
30 de junho de 2004 desconhecido 260.789 desconhecido desconhecido 15.788 Na metade de 2004 lançamentos passam a marca de 250.000.
2006 desconhecido 500.000+ desconhecido desconhecido desconhecido Em 2006 lançamentos passam a marca de meio milhão.
25 de julho de 2010 desconhecido 2.006.878 1.603.161 169.923 desconhecido Na metade de 2010 lançamentos passam a marca de 2 milhões.
4 de março de 2014 desconhecido 4.698.683 3.243.448 576.324 185.283 Na metade de 2014 gravadoras tinham ultrapassado a marca de meio milhão.
11 junho de 2014 desconhecido 4.956.221 3.375.268 612.264 194.432 Na metade de 2014 lançamentos passavam de 5 milhões.
26 de dezembro de 2014 desconhecido 5.505.617 3.638.804 680.131 215.337 No final de 2014 contribuidores passaram a marca de 200.000.
30 de maio de 2015 desconhecido 6.001.424 3.874.147 743.267 237.967 Na metade de 2015 lançamentos ultrapassam a marca de 6 milhões.
31 de março de 2016 1.001.012 7.005.177 4.455.198 892.271 281.579 No começo de 2016 lançamentos ultrapassam a marca de 7 milhões e master releases ultrapassam a marca de um milhão.
19 janeiro de 2017 1.120.336 8.049.341 4.854.378 1.014.930 329.366 No começo de 2017 lançamentos ultrapassam a marca de 8 milhões,[8] e gravadoras ultrapassaram a marca de um milhão.

Sistema de Contribuição[editar | editar código-fonte]

Os dados no Discogs vêm de submissões contribuídas por usuários com contas registradas no site. O sistema passou por 4 grandes revisões.

Versão Um (V1)[editar | editar código-fonte]

Existiam um grupo de usuários com privilégios, chamados moderadores ou "mods", escolhidos pelos gerenciadores do site, que votavam para que essas contribuições fossem aceitas ou rejeitadas. Um grupo menor de usuários, chamados editores, com privilégios mais elevados, aprovavam certas mudanças na informação existente.

Versão Dois (V2)[editar | editar código-fonte]

Esta versão introduziu o conceito de "limites de submissões", para evitar que novos usuários submetessem mais do que 2 ou 3 itens por vez. O número de submissões possíveis por um usuário crescia em escala logarítmica. O propósito disto era: 1) manter o número de submissões suficientemente pequeno para que os moderadores votassem e 2) permitir ao novo usuário se ambientar com as regras de formatação impostas pelo site. Qualquer submissão requeria dois votos "sim" para ser aceito.

Versão Três (V3)[editar | editar código-fonte]

"Limites de submissões" foram eliminados, permitindo ao usuário submeter ilimitado número de atualizações ou novos itens. Novos itens adicionados ao banco de dados eram marcados explicitamente como "Não Moderados".

Versão Quatro (V4)[editar | editar código-fonte]

A partir de 10 de Março de 2008 novas submissões e edições têm efeito imediatamente. A qualquer momento um novo item adicionado ou antigos itens editados, são marcados como "precisa de votos". Não existem mais moderadores ou editores. Qualquer usuário pode contribuir, inserindo novos itens, novas informações ou editando as informações já existentes, em um formato bem parecido com a Wikipédia.

Software[editar | editar código-fonte]

Editores de Tags[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Discogs.com Site Info». Alexa Internet. Consultado em 28 de novembro de 2016 
  2. a b «Explore on Discogs». Discogs. 19 de janeiro de 2017. Consultado em 19 de janeiro de 2017 
  3. a b «Discogs Contributors». Discogs. 19 de janeiro de 2017. Consultado em 19 de janeiro de 2017. contributor#: 329,366 
  4. «DisCogs.com WHOIS, DNS, & Domain Info - DomainTools». WHOIS. 2016. Consultado em 9 de fevereiro de 2016 
  5. Carnes, Richard (26 de março de 2010). «Discogs: Vinyl revolution». Resident Advisor. Consultado em 15 de outubro de 2010 
  6. «What/Why v2.0?». Discogs. Consultado em 2 de outubro de 2008. Arquivado do original em 22 de junho de 2004 
  7. «Discogs». Web.archive.org. Consultado em 27 de março de 2013. Arquivado do original em 29 de junho de 2004 
  8. SoLil (7 de janeiro de 2017). «8 Million Releases In The Discogs Database!». Discogs blog. Consultado em 19 de janeiro de 2017