Cartão vermelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplo de um cartão vermelho.

O cartão vermelho é utilizado em vários desportos pelo árbitro, no sentido de indicar ao jogador que recebe um determinado nível de punição, que nesse caso é a expulsão do jogo.

Desporto[editar | editar código-fonte]

Futebol[editar | editar código-fonte]

No futebol é apresentado a um jogador que tenha acabado de cometer uma falta grave ou quando recebe o segundo cartão amarelo na mesma partida. Esse jogador terá de sair do campo imediatamente e não poderá fazer parte novamente do jogo e nem do próximo jogo, nem ser substituído por outro da mesma equipe, tendo esta de continuar o jogo com um jogador a menos. O cartão vermelho, em alguns casos, também resulta em sanções adicionais, sendo a mais comum o impedimento de participar em determinado número de jogos seguintes, normalmente por um jogo. Mas estas punições dependem das regras do torneio ou competição em questão. Os cartões vermelhos e amarelos começaram a ser utilizados no futebol na Copa do Mundo de 1970; antes havia expulsões, mas sem a utilização deste instrumento. Nos primeiros anos de uso, o cartão era dado depois de três fases; o jogador cometia duas faltas para cartão amarelo, recebia-os e poderia continuar jogando, na terceira, era vermelho na hora. O primeiro cartão vermelho em Copas foi mostrado ao chileno Carlos Caszely (que já havia recebido cartão amarelo no jogo), pelo juiz turco Dogan Babacan, em jogo da Copa de 1974 entre o Chile e a Alemanha Ocidental.

Outros desportos[editar | editar código-fonte]

Voleibol, futsal, andebol, rugby, rugby a 13 (apenas na Grã-Bretanha), hóquei em campo, pólo aquático, International rules football: o jogador é expulso.

Outros significados[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.