Catepanato da Sérvia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Catepanato de Ras em c. 950 - 969

Catepanato da Sérvia (em grego: κατεπανίκιον Σερβλίας), chamado também de Catepanato de Ráscia (Ras), foi um tema bizantino (província civil-militar) fundado entre 971 e 976 durante o reinado do imperador João I Tzimisces (r. 969–976).[1] Ele englobava o território do Principado da Sérvia (região de Ráscia), sede do episcopado sérvio (Episcopado de Ráscia) e o antigo domínio sérvio (Stari Ras, a capital).

História[editar | editar código-fonte]

Não existem dados sobre o "catepano de Ráscia" no reinado de Tzimisces,[2] mesmo após uma dura conquista da região. Um selo de um estratego de 'Ráscia foi datado como sendo da época, tornando plausível que o predecessor de Tzimisces, Nicéforo II Focas, foi reconhecido como senhor de Ráscia.[3][4] Há registro também de que certo João era protoespatário e catepano de Ráscia.[5] A presença militar bizantina na região acabou logo depois com as guerras com a Bulgária e só se re-estabeleceu por volta de 1018 com o breve Tema de Sirmio, que, porém, não abrangia a Ráscia propriamente dita.

Referências

  1. Dejan 2007.
  2. The Byzantine province in change: on the threshold between the 10th and the 11th century. [S.l.]: Institute for Byzantine Studies, Serbian Academy of Sciences and Arts. 2008. p. 189 
  3. Stephenson 2003, p. 42.
  4. Magdalino 2003, p. 122.
  5. Byzantinoslavica. 65–66. [S.l.]: Academia. 2007. p. 132 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Dejan, Bulić (2007). «Gradina-Kazanoviće, results of archeological research». Istorijski časopis (55): 45-62 
  • Magdalino, Paul (2003). Byzantium in the Year 1000. Leida: Brill. ISBN 90-04-12097-1 
  • Stephenson, Paul (2003). The Legend of Basil the Bulgar-Slayer. Cambridge: Cambridge University Press. ISBN 978-0-521-81530-7