Cavalo de esporte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Boa conformação de cavalo de esporte: Ombros inclinados, boa constituição e musculatura, e ângulo correto das pernas.

Um cavalo de esporte ou cavalo de desporto é um tipo de cavalo, e não uma raça específica. O termo é normalmente aplicado a raças de cavalo criadas para tradicionais esportes equestres olímpicos como adestramento, concurso completo de equitação e saltos, mas definições precisas variam.[1] Exemplos distintos de tipos de cavalos incluem os cavalos de traçãocavalos de sela ou andadorescavalos de trabalho.

Cavalos usados para montaria no campo ou quaisquer formas de turfe normalmente não são descritas como raças de esporte.

Cavalo Trakehner practicando adestramento

Criação[editar | editar código-fonte]

Os cavalos deste tipo são criados especificamente por suas qualidades de conformação, movimento e temperamento. O objetivo e a criação de cavalos de esporte varia pouco entre diferentes países, mas uma definição exata de "cavalo de esporte" pode diferir um pouco nesses casos. Um exemplo disso é que enquanto no Reino Unido o termo aplica-se principalmente a raças destinadas a esportes olímpicos, nos Estados Unidos o termo é considerado mais amplo e pode incluir raças destinadas à caça.[2]

Mundialmente, a criação de cavalos de esporte é supervisionada pela World Breeding Federation for Sport Horses. A WBFSH, como é chamada, intermedia a relação entre organizações de criação de cavalos de esporte e a Federação Equestre Internacional (FEI). Características comuns e valorizadas nos cavalos de esporte são principalmente:[1]

  • Conformação: a maior parte dos cavalos de esporte possuem similaridades em sua conformação. Isso inclui características que tem efeitos diretos nas habilidades dos animais em saltar e mover-se, como uma constituição ascendente.
  • Movimento: apesar do movimento poder variar entre disciplinas, a maior parte das raças de cavalo de esporte são criadas para passos largos e movimentos que usam todo o corpo. O trote e o canter devem ter boa suspensão. O movimento torna mais fácil para o cavaleiro ensinar o cavalo a iniciar, manter e estender seus passos, características essas necessárias em muitos esportes equestres.
  • Habilidade de salto: cavalos criados para disciplinas de salto possuem boa forma de salto, com pernas traseiras mais firmes e boa musculatura. Eles também são criados para ter conformação que permita saltar mais alto.
  • Temperamento: como a produção de um bom cavalo de esporte depende de muito treino, eles geralmente são criados em função de sua treinabilidade e disposição para trabalharem. Cavalos criados para competições de nível olímpico podem ser um pouco mais temperamentais uma vez que serão montados por cavaleiros experientes, e isso pode ser uma vantagem. De maneira contrária, cavalos para cavaleiros amadores são normalmente criados para serem mais quietos e permissivos.
Animal mostrando suspensão natural

Raças[editar | editar código-fonte]

Muitas raças são desenvolvidas especificamente para serem cavalos de esporte, particularmente em adestramento e salto. O Puro-sangue inglês é comumente usado como cavalo de esporte, especialmente em Concurso completo de equitação, e algumas linhagens foram criadas especificamente como cavalos de esporte e não cavalos de corrida. Esses, costumam ter uma constituição mais pesada, e não a constituição normalmente esguia dos cavalos de corrida. Alguns Puro-sangue inglês são cruzados com cavalos de tração para criar cavalos de esporte, e trata-se da fundação dos chamados cavalos de sangue-quente. Um exemplo é o Irish Sport Horse, um cruzamento entre o Puro-sangue inglês e o Irish Draft.

Outras raças comummente usadas como cavalos de esporte são o Cavalo barroco, o Quarto de milha, o Cavalo árabe, diversas raças de pôneis, e até raças como o American Saddlebred são usadas em alguns casos para essa finalidade.

Referências

  1. a b «The Sport Horse Show and Breed Database». www.sporthorse-data.com. Consultado em 12 de fevereiro de 2016. 
  2. «Home». www.sporthorsegb.co.uk. Consultado em 12 de fevereiro de 2016.