Cemitério judaico do Monte das Oliveiras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada.
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
JERUSALEM Mount of Olives Cemetery.JPG

O Cemitério judaico do Monte das Oliveiras está localizado em Jerusalém, no Monte das Oliveiras, e é o maior e mais antigo cemitério judaico no mundo. Encontra-se em frente à Cidade Velha de Jerusalém e tem mais de 150 mil sepulturas. O seu nome é derivado das oliveiras que, há tempos, decoram a paisagem. O local começou a ser utilizado como cemitério há 3 mil anos[1].

Importantes figuras encontram-se sepultadas aqui, como Eliezer Ben-Yehuda, pai do hebraico moderno, Shmuel Yosef Agnon, vencedor do Nobel de Literatura, o primeiro-ministro Menachem Begin e sua esposa Aliza[2].

Sepultamentos notáveis[editar | editar código-fonte]

Rabinos e iniciados religiosos[editar | editar código-fonte]

Rishonim[editar | editar código-fonte]

Acharonim[editar | editar código-fonte]

Rabinos[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre cemitérios é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Israel é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. «The Mount of Olives – 3,000 Years of Jewish History». UWI. Consultado em 27 de setembro de 2015. 
  2. «Mount of Olives Jewish Cemetery». Ministério do Turismo de Israel. 27 de setembro de 2015. Consultado em 27 de setembro de 2015.