Cetóbriga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Cetóbriga (em latim: Caetobriga) ou Cetóbrix (em latim: Cetobrix)[1] foi uma povoação de origem celta, seguidamente romanizada, implantada no local onde hoje se situa a cidade de Setúbal. Cetóbriga é referida por Ptolomeu (Geografia, II, 5,2) como uma cidade celta. No Itinerário de Antonino Cetóbriga está situada numa das vias que ligava Olisipo (Lisboa) a Emérita (Mérida), a 24 milhas de Olisipo (de Olisipo a Aquabona 12 milhas; de Aquabona a Cetóbriga, 12 milhas).

Durante muito tempo Cetóbriga foi identificada como localizada em ruínas romanas de Troia. Esta hipótese já foi abandonada, de forma generalizada, pelos especialistas[2]. As investigações mais recentes revelaram, na única colina do centro histórico da cidade de Setúbal (que se desenvolve entre o Quebedo e o Miradouro de São Sebastião), um sítio arqueológico da primeira Idade do Ferro evidenciando a existência de um ópido celta. Por seu turno, explorações arqueológicas mais antigas revelaram vestígios abundantes da presença romana no local onde hoje se situa Setúbal.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Resende 2009, p. 180; 324.
  2. Cf. bi bliografia citada.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Resende, André de (2009). As antiguidades da Lusitânia. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra 
  • Alarcão, Jorge de. O domínio romano em Portugal. 2.ª ed., Mem-Martins, Publicações Europa-América, 1988. Cf. p. 98 e p. 221.
  • Etienne, Robert; Makaroun, Yasmine; Mayet, Françoise. Un grand complexe industrial a Tróia (Portugal). Paris, Diffusion E. de Boccard, 1994. Cf. p. 13 a 15)