Chandragupta Máuria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde novembro de 2011). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Uma estátua de Chandragupta Máuria em Nova Déli.
Império de Chandragupta Máuria em 305 a.C..

Chandragupta Máuria (em sânscrito: चन्द्रगुप्त मौर्य; 340 a.C.298 a.C.), foi o fundador do Império Máuria que, pela primeira vez, abrangeu a maior parte do subcontinente indiano e por isto é considerado como primeiro unificador e genuíno primeiro imperador da Índia. Nos escritos gregos e latinos antigos, Chandragupta é conhecido como Sandrocupto (Σανδρόκυπτος), Sandrócoto (Σανδρόκοττος) ou Andrócoto (Ανδρόκοττος).[1]

Antes de consolidar seu poder, Chandragupta teria acedido ao poder num pequeno reino situado no nodeste do subcontinente da Índia de onde estendeu seu domínio contra o Império Nanda dominando toda a Planície Indo Ganges.[2] . Depois das conquistas de Chandragupta o Império Máuria se estendia desde Bengala e Assam[3] no Leste, até o Afeganistão e Baluquistão no Oeste, até Caxemira e Nepal[4] no norte, e até o Planalto do Decão no sul.[5]

Na Índia, o primeiro grande império foi fundado em 321 a.C. por um obscuro guerreiro, Chandragupta. Era o comandante do exército de Mágada, então sob o domínio da dinastia Nanda. Chandragupta dirigiu uma revolta que falhou e fugiu para junto de Alexandre Magno, para refúgio e conselho, quando este se encontrava no noroeste da Índia. Levou a cabo um novo ataque ao rei Nanda (possivelmente com apoio grego), matando-o e subindo ao trono. Dava-se início a uma nova dinastia na História da Índia, a dinastia máuria.

Chandragupta unificou o Norte da Índia e o seu império estendeu-se de Bengala ao Indocuche, nas fronteiras com o Afeganistão. Em 305 a.C., repeliu uma tentativa de invasão de Seleuco I Nicator, um dos generais de Alexandre, que se apoderara da parte oriental do Império Macedónio.

Referências

  1. William Smith (ed), Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology, 1870, Vol 3 p. 705-6
  2. Shastri, Nilakantha. Age of the Nandas and Mauryas. Delhi: [s.n.]. p. 26. ISBN 81-208-0465-1
  3. Bruce Vaughn (2004). "Indian Geopolitics, the United States and Evolving Correlates of Power in Asia", Geopolitics 9 (2), p. 440-459.
  4. H. Goetz (1955). "Early Indian Sculptures from Nepal", Artibus Asiae 18 (1), p. 61-74.
  5. The Span of the Mauryan Empire, Kamat's Potpurri, accessed 9 September 2007
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.