Citação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

No âmbito textual, citação, segundo a norma NBR 10520:2002 do Comitê Técnico de Informação e Documentação, numa produção textual é a "menção de uma informação extraída de outra fonte", tais como livros, periódicos, vídeos, sites, etc.

No âmbito jurídico, citação é uma intimação judicial para que o réu tenha conhecimento que foi instaurado uma ação judicial contra ele e que deve se defender.

As citações são, a marca do dialogismo linguístico, feitas para sustentar uma hipótese, reforçar uma ideia ou ilustrar um raciocínio. Oferecendo ao leitor, respaldo para que possa comprovar a veracidade das informações fornecidas e também possibilitar seu aprofundamento.

Ressalva-se que a referência bibliográfica (dados que identificam uma publicação citada, tais como autor, título, editora) deve aparecer no final do trabalho sob o título de Referências, pois desta maneira o leitor poderá identificar a obra, facilitando sua localização em catálogos, índices bibliográficos, bibliotecas, Internet, entre outros.

Sistema de chamada[editar | editar código-fonte]

Conforme a NBR 10520, todas as citações apresentadas devem ser acompanhadas da indicação da autoria das mesmas, podendo-se utilizar um dos dois formatos abaixo:[1][2]

Sistema autor-data[editar | editar código-fonte]

Neste sistema a indicação da fonte no texto é feita colocando-se o "sobrenome do autor" ou o "nome da entidade responsável" ou "a primeira palavra do título" (quando a obra não possuir autoria), seguida da data de publicação e página pesquisada. Ao final do trabalho relacionam-se as referências completas em ordem alfabéticas.

Exemplos no texto:

Com referencia ao texto sobre Manoel Demétrio de Oliveira (Guerra do Paraguai), com relação a fonte confiável, podemos citar um livro da Biblioteca Militar, volume XXIX, com Titulo de O PARANÁ NA GUERRA DO PARAGUAI, tendo como Editor Davi Carneiro - Datado de Rio de Janeiro 1940, onde cita na pagina 64 a historia sobre o feito do Sr. Manoel Demétrio de Oliveira.
........ (VIEIRA, 1993, p.XX) ou Segundo Vieira (1993, p.XX), .........

Exemplo na lista de referências:

VIEIRA, Márcio Infante. Carne e pele de coelho: produção, comércio, preparo. São Paulo: INFOTEC, 1993. 64p.

Sistema numérico[editar | editar código-fonte]

Neste sistema a indicação da fonte no texto é realizada por uma numeração única consecutiva que remete a uma lista de referências ao final do trabalho organizadas em ordem seqüencial, numérica e crescente.

Exemplo no texto: "O sistema numérico não deve ser usado quando há notas de rodapé" [1]

Exemplo na Referência:

1 - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: informação e documentação - citações em documentos - apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2002. p. 4

Tipos de citação[editar | editar código-fonte]

Citação indireta[editar | editar código-fonte]

É a transcrição das ideias do autor consultado, porém usando as suas palavras, ou seja, parafraseando. A ideia expressa continua sendo de autoria do autor que você consultou, por isso, é necessário citar a fonte: dar crédito ao autor da ideia, sendo desnecessário indicar o número da página de onde a ideia foi extraída. Exemplo:

O valor da informação está relacionado com o poder de ajuda aos tomadores de decisões a atingirem os objetivos da empresa (FRUTAO, 1998).

Citação direta ou textual[editar | editar código-fonte]

É a reprodução integral de parte da obra consultada, conservando-se a grafia, pontuação, idioma e gênero.

  • Citação com até três linhas: deve ser incorporada ao parágrafo e aparecer entre aspas duplas.
  • Mais de três linhas: deve figurar em um bloco abaixo do texto, com recuo de 4 cm para todas as linhas, a partir da margem esquerda, espaçamento simples entre as linhas, fonte menor que a do texto e sem aspas.

Como exemplo no texto:

Drucker (1984, p.17) comenta sobre a prática administrativa afirmando que:
A administração é exercício, não ciência. A esse respeito, ela pode comparar-se com a medicina, a
advocacia e a engenharia. Não é conhecimento, mas desempenho. Além disso não representa a aplicação
do bom senso, ou da liderança, menos ainda da manipulação financeira. Seu exercício baseia-se no
conhecimento e na responsabilidade.

Exemplo da referência:

DRUCKER, Peter Ferdinand. Introdução à administração. São Paulo: Pioneira, 1984.

Citação de citação[editar | editar código-fonte]

É a transcrição direta ou indireta de um texto ao qual não se teve acesso. Nesse caso, emprega-se a expressão latina "apud" (junto a), ou o equivalente em português "citado por", para identificar a fonte que foi efetivamente consultada. Como exemplo:

Para Watson (1913, citado por CARONE, 2003)...

Obs. Na lista de Referências incluir apenas a obra consultada.

Problemas[editar | editar código-fonte]

Citação fora do contexto[editar | editar código-fonte]

Citação fora do contexto ou Citação de mineração é a tática falaciosa de tirar citações fora de contexto, a fim de torná-las aparentemente concordantes com o ponto de vista da falácia ou para fazer os comentários de um adversário parecem expressar posições que eles não fazem, para tornar essas posições mais fáceis de refutar ou demonizar. É uma maneira de mentir.[3]

Citação em excesso[editar | editar código-fonte]

O uso excessivo de citações em teses e artigos acadêmicos prejudica a criação de conhecimento novo[4] Devido o fato de, ao utilizar as citações de outros autores para legitimar o seu conteúdo, o escritor estaria desprezando a sua capacidade de argumentação, acarretando na cópia de conhecimentos já consolidados ao invés da criação de novos e na contribuição pessoal.[5]

Referências

  1. «ABNT Catalogo». www.abntcatalogo.com.br. Consultado em 2016-10-19. 
  2. Associação Brasileira de Normas Técnicas. "[www.usjt.br/arq.urb/arquivos/nbr10520-original.pdf Informação e documentação - Citações em documentos]". Projeto NBR 10520:2002. Visitado em 19 de outubro de 2016.
  3. Engel, Morris S., With Good Reason: An Introduction to Informal Fallacies (1994), pp. 106-107 ISBN 0-312-15758-4
  4. Franco, Augusto de. Livro Pobreza e Desenvolvimento Local, 2002, pg.16.
  5. «Estilo do texto acadêmico - Outras dicas». Escrita Acadêmica. Consultado em 19 de outubro de 2016. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]