Colpofobia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Colpofobia (do grego kólpos, vagina, e phóbos, medo) é uma fobia ou medo de genitais em geral, especialmente dos femininos. O pai da psicanálise, Sigmund Freud, tentou explicar esse comportamento usando suas hipóteses sobre a Inveja do Pênis, o que causou rejeição tanto de movimento feministas como de estudiosos do campo.

As pessoas que desenvolvem este trastorno é comum que desenvolvam também outros transtornos de caráter sexual como a erotofobia, a coitofobia ou a nudofobia. A Colpofobia é um transtorno muito peculiar cujas causas ainda não foram especificadas, alguns especialistas admitem a hipótese que estes que sofrem dessa fobia podem ter sido expostos prematuramente e de forma vulgar aos genitais (tanto fisicamente como através de revistas ou filmes) ou que podem ter visto a si mesmos em uma situação de abuso sexual infantil.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Ainda não foi determinada uma cura para a Colpofobia, mas se especula que a exposição prolongada daqueles que sofrem dessa fobia à imagens de genitais femininos pode ajudar no tratamento, porque na maioria dos casos, a única maneira de superar uma fobia é confrontar o sujeito que sofre com seu medo. Por outro lado, devemos considerar os riscos, já que com esta terapia de choque corremos o risco de aumentar o trauma e causar mais medo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]