Comando de Bombardeiros da RAF

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Comando de Bombardeiros foi um comando da Real Força Aérea (RAF) que controlava todas as forças de bombardeiros britânicas entre 1936 e 1968. Juntamente com as Forças Aéreas do Exército dos Estados Unidos, desempenhou um papel central na campanha de bombardeamento estratégico da Alemanha Nazi na Segunda Guerra Mundial. De 1942 em diante, a campanha de bombardeamento contra os alemães tornou-se menos restritiva, passando a atingir os centrais industriais e populacionais. Um total de 363 514 operações foram realizadas, nas quais foram lançadas 1 030 500 toneladas de bombas e 8 325 aeronaves foram perdidas em combate. De um total de 120 000 tripulações aéreas, cerca de 55 573 faleceram em combate, 8 403 ficaram feridas e 9 838 foram feitas prisioneiros de guerra.[1][2][3]

No pós-guerra, o comando detinha o controlo do poderio militar de bombardeiros a jacto da RAF, bombardeiros esses nos quais se destacaram os V bomber, que eram três tipos de bombardeiros com capacidade nuclear.[4]

Referências

  1. here, RAF Details. «RAF - History Commands». www.raf.mod.uk (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2017. Arquivado do original em 10 de julho de 2017 
  2. «About Bomber Command». RAF Benevolent Fund‎ (em inglês). 5 de fevereiro de 2015 
  3. «Bomber Command». www.aviationmuseum.net. Consultado em 21 de julho de 2017 
  4. here, RAF Details. «RAF - RAF and the Cold War». www.raf.mod.uk (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2017. Arquivado do original em 21 de junho de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.