Corpo (estômago)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estomago.svg

O corpo é uma parte do estômago situada entre o fundo e o antro pilórico, limitado nessa região pela incisura angular.[1]

Histologia[editar | editar código-fonte]

O fundo e o corpo são regiões histologicamente idênticas. A lâmina própria é preenchida por glândulas tubulares ramificadas (glândulas fúndicas) e algumas delas se abrem nas fossetas gástricas. As glândulas possuem diferentes tipos celulares, espalhadas de maneira desigual. As células-tronco, na região do istmo, possuem uma elevada taxa de mitose e movem-se para a superfície, a fim de repor as células da mucosa e da fosseta.[2] Outras células-tronco migram para as glândulas e se diferenciam. As células mucosas do colo se localizam entre as células parietais no colo das glândulas gástricas. Produzem secreção mucosa diferente da que é produzida pelas células superficiais. As células oxínticas (células parietais) secretam os íons que formarão o ácido clorídrico (H+ e Cl-).[2] A atividade secretora dessas células é estimulada por um estímulo parassimpático, pela histamina e pelo polipeptídeo gastrina, sendo que a gastrina ainda é um estimulante do crescimento da mucosa gástrica. As células zimogênicas possuem características de células exportadoras. Seus grânulos de secreção possuem a enzima inativada pepsinogênio, que é precursora da pepsina. Existem ainda nessa região as células enteroendócrinas, que são responsáveis pela produção de diversas substâncias; entre elas, a somatostatina, que inibe a liberação de alguns hormônios, como a liberação de gastrina.[2]

Referências

  1. MOORE, Keith. Anatomia orientada para clínica. 4ª ed. 2001. Editora Guanabara Koogan. Pg. 198.
  2. a b c JUNQUEIRA, Luiz C.; CARNEIRO, José. Histologia Básica. 10ª ed. Edit. Guanabara Koogan. Pgs. 295, 298, 299.
Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.