Coworking

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Coworking (ou Co-working) é um modelo de trabalho que se baseia no compartilhamento de espaço e recursos de escritório, reunindo pessoas que trabalham não necessariamente para a mesma empresa ou na mesma área de atuação, podendo inclusive reunir entre os seus usuários os profissionais liberais e usuários independentes.

É uma maneira utilizada por muitos profissionais autônomos para solucionar o problema de isolamento do modelo de trabalho conhecido como home office.

Pessoas e empresas usuárias de coworking também utilizam este modelo de trabalho para estabelecer relacionamentos de negócios onde oferecem e/ou contratam serviços mutuamente. Alguns destes relacionamentos também visam favorecer o surgimento e amadurecimento de ideias e projetos em grupo.

Um serviço já ofertado em Escritórios Virtuais e que hoje está mais difundido. As práticas de conduta do coworking fazem com que este modelo se aproxime mais ao modelo das cooperativas, onde o foco não está apenas no lucro, mas também na sociedade.

História[editar | editar código-fonte]

O termo coworking foi criado por BernieDeKoven em 1999[1] e em 2005 usado por Brad Neuberg para descrever um espaço físico, primeiramente chamado de “9 to 5 group"[2] .

Neuberg criou o “Hat Factory”, um espaço de coworking baseado em São Francisco, um apartamento onde trabalhavam 3 profissionais de tecnologia e que abria suas portas durante o dia para “avulsos” que precisavam de um lugar para trabalhar e queriam compartilhar experiência[carece de fontes?]. Hoje, existem aproximadamente 6 mil espaços de coworking no mundo,[3] em 6 continentes.

Grande parte dos espaços de coworking existentes hoje foram fundados por empreendedores "nômades" de tecnologia, que buscavam locais de trabalho alternativos aos cafés e às suas próprias casas.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil existem 238 espaços de coworking ativos, segundo o último Censo dos portais Ekonomio/Coworking Brasil. São Paulo ocupa o topo da lista de regiões com maior número de espaços de coworking - abriga sozinho 40% de todo o mercado brasileiro. A capital do estado responde por 65 espaços. [4]

Benefícios do coworking[editar | editar código-fonte]

Os escritórios de coworking são ótimas opções para profissionais que desejam sair de escritórios residenciais, ou para empresas que procuram se instalar em locais com estrutura qualificada, mas com preço reduzido. Além de oferecerem aluguéis por preços inferiores ao mercado, os coworkings também possibilitam, aos profissionais, a formação de uma rede de contatos especializada e fundamental para a abertura de novas possibilidades.

Quando alguém começa a empreender, uma das principais dúvidas que podem surgir é sobre o local onde vai iniciar seu novo negócio. A maioria destes novos empreendedores, estabelece seu empreendimento em sua própria casa, no que é conhecido como “home office”.

De fato, trabalhar de casa pode ser bastante tentador, uma vez que estamos no conforto de nossa residência e que não contraímos novos custos. Entretanto, se olharmos para essa situação por outra perspectiva, poderemos perceber que o mesmo conforto que pode nos representar um ponto positivo, também pode nos trazer empecilhos. Por exemplo: receber um potencial cliente em casa não é lá muito profissional, certo?

Pois bem, um dos principais frutos que seu negócio pode ter, uma vez que estiver estabelecido em um espaço de Coworking, é justamente o ganho de credibilidade perante seus potencias, clientes, parceiros e até concorrentes. Seu empreendimento deixa de ser visto como um negócio doméstico e passa a ser encarado com a devida seriedade. [5]

Confira algumas vantagens que os escritórios de coworking podem lhe oferecer:

  • Internet de Alta Velocidade
  • Salas de Reunião
  • Localização de destaque
  • Segurança
  • Recepcionista Bilíngue
  • Ambiente sofisticado e design corporativo
  • Linha de telefônica própria

Referências

  1. Deep Fun. Here's Bernie Bernie DeKoven. Visitado em Abril de 2015.
  2. Coding in Paradise. [http://codinginparadise.org/ebooks/html/blog/start_of_coworking.html The Start of Coworking (from the Guy that Started It)] Brad Neuberg. Visitado em Abril de 2015.
  3. DeskMag. The Coworking Forecast 2014 (em inglês). Visitado em Abril de 2015.
  4. Anderson Costa (Abril de 2015). Censo Coworking Brasil 2015 Coworking Brasil. Visitado em Abril de 2015.
  5. Coworking: um investimento que pode potencializar seus lucros | Gowork www.gowork.com.br. Visitado em Julho de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.