Dario (filho de Xerxes I)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 Nota: Para outros significados de Dario, veja Dario.

Dario (c. 500 a.C.465 a.C.) foi o filho mais velho de Xerxes I, mas não o sucedeu porque, após o assassinato de Xerxes, ele foi acusado de ter sido o assassino, e foi morto por seu irmão Artaxerxes I. Após a Batalha de Mícale em 479 a.C., Xerxes casou Dario com Artainte, filha de seu irmão Masistes.[1]

De acordo com a opinião contemporânea, representada por Ctésias, Diodoro Sículo e Justino, que diferiam apenas ligeiramente em seus relatos, Xerxes foi assassinado por Artapano, o chefe de seus guarda-costas. Artapano foi então até Artaxerxes I e o convenceu de que Dario, seu irmão, havia assassinado o próprio pai. Artaxerxes decidiu matar Dario antes que ele pudesse tomar o trono.[1] Dario foi levado ao palácio de Artaxerxes e, mesmo negando o crime, foi executado.[2] O plano de Artapano de tomar o poder para si falhou, entretanto, quando a verdade finalmente veio à tona. Uma versão totalmente diferente desses eventos foi dada por Aristóteles, que relatou que Artapano primeiro matou Dario sem ordens reais, depois assassinou Xerxes I por medo da vingança do rei.[1]

Referências

  1. a b c «DARIUS vi. Achaemenid Princes». iranicaonline.org (em inglês). Consultado em 16 de junho de 2021 
  2. Ctésias de Cnido, Pérsica, texto em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio, 33 [em linha]