David Miranda (religioso)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde outubro de 2018). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Davíd Martins de Miranda
David Martins Miranda em sua igreja, a Igreja Pentecostal Deus É Amor.
Nascimento 4 de julho de 1936
Reserva, PR
Morte 21 de fevereiro de 2015 (78 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade  Brasil
Cônjuge Ereni Oliveira Miranda
Filho(s) David Oliveira Miranda, Daniel Oliveira de Miranda, Débora Miranda de Almeida e Léia Oliveira Miranda
Ocupação Missionário e pastor evangélico pentecostal
Filiação Roberto Miranda Ribeiro e Anália Miranda

Davíd Martins de Miranda (Reserva, 4 de julho de 1936São Paulo, 21 de fevereiro de 2015)[1] foi um pastor evangélico pentecostal,[2] fundador da denominação evangélica brasileira Igreja Pentecostal Deus é Amor (IPDA), em 1962.[3][4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho do agricultor Roberto Martins de Miranda e da dona de casa Anália Miranda, David Miranda mudou-se do Paraná para São Paulo cidade São Paulo em abril de 1958, ainda jovem. Converteu-se ao pentecostalismo em 6 de Julho de 1958 na Igreja Cristã Pentecostal Maravilhas de Jesus, dirigida na época pelo Pr. Leonel Silva.[carece de fontes?]

Até o final da década de 1960, a grande maioria das igrejas pentecostais eram radicalmente contrárias à política, ao divórcio, à televisão e outras práticas, porém muitos destes costumes foram abolidos e práticas modernas passaram a ser aceitas. Não conformado, David Miranda fundou um ministério em 1962, no bairro de Vila Maria, mudando-se posteriormente para a baixada do Glicério.[5] O nome: Igreja Pentecostal Deus é Amor, segundo conta o Missionário em sua autobiografia, foi revelado pelo próprio Deus numa madrugada de oração.[carece de fontes?]

Casou-se em 12 de Junho de 1965, com Ereni Oliveira de Miranda, com quem teve 4 filhos: Pr. David Miranda Filho, Daniel Miranda, e as Cantoras Débora Miranda de Almeida e Léia Miranda.[carece de fontes?]

Em 1979 David Miranda adquiriu o terreno que hoje abriga a Sede Mundial da IPDA, inaugurado em janeiro de 2004 e denominado O Templo da Glória de Deus, em uma área de 70 mil metros quadrados, com capacidade total para 60.000 pessoas sentadas, reconhecido como um dos maiores Templos Evangélicos do Mundo, perdendo para o Grande Templo Assembleia de Deus em Cuiabá, que tem capacidade para 80 mil pessoas sentadas.[carece de fontes?]

David Miranda faleceu às 23h45 do dia 21 de fevereiro de 2015, aos 78 anos de idade, vítima de infarto.[6]

O velório foi nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro, no Templo da Glória de Deus e o sepultamento no Cemitério Jardim Horto Florestal, na Zona Norte de São Paulo.[carece de fontes?]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Barrera Rivera, Dario Paulo (2017). «Miranda, David Martins» (requer pagamento). Cham: Springer International Publishing (em inglês): 1–3. ISBN 978-331908956-0. doi:10.1007/978-3-319-08956-0_329-1 
  2. «Morre David Miranda, fundador da Igreja Pentecostal Deus é Amor». G1. Globo. 22 de fevereiro de 2015. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  3. «História da Igreja Pentecostal Deus é Amor». Consultado em 21 de maio de 2012 
  4. «Justiça condena Ratinho e SBT por ofensa a pastor evangélico». 22 de janeiro de 2006. Consultado em 21 de Maio de 2012 
  5. Romeiro, Paulo (2005). Decepcionados com a graça: esperanças e frustrações no Brasil neopentecostal. [S.l.]: Editora Mundo Cristão. p. 42. ISBN 8573254009 
  6. «Morre Davi Miranda, fundador da igreja Deus é amor», Folha da manhã, UOL, 22 de fevereiro de 2015, consultado em 28 de dezembro de 2015 – via Agência Estado .

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.