DeRose

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
DeRose
Nome completo Luiz Sérgio Alvares De Rose
Nascimento 18 de fevereiro de 1944 (72 anos)
Rio de Janeiro
Residência São Paulo
Nacionalidade  brasileiro
Ocupação Escritor, empresário
Prêmios Medalha da Paz - ABFIP ONU (2006)
Página oficial
http://www.MetodoDeRose.org

Luiz Sérgio Alvares De Rose (Rio de Janeiro, 18 de Fevereiro de 1944), conhecido como DeRose é escritor e empresário, sistematizador do Método DeRose. A rede de escolas que leva seu nome opera em sistema de credenciamento, apesar de confundida diversas vezes como uma grande franquia de Yôga. [1] [2] [3] Seu trabalho já recebeu inúmeras críticas de algumas áreas da imprensa e de profissionais que realizam trabalhos relacionados ao ioga. [4] Atualmente trabalha com outro segmento por levar em consideração a inadaptabilidade da palavra ioga (Yôga) para a comunicação[5] e notadamente gerou a atenção de executivos e atletas[6] [7] [8] , como Lyoto Machida.

Segundo DeRose, seu Método é pautado em uma urdidura de técnicas e conceitos[9] , vastamente aplicados desde 1960 em vários setores da sociedade.

DeRose recebeu em 2007, através do Decreto Legislativo nº 85, de 27 de junho, o título de cidadão paulistano.[10]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

DeRose Começou a lecionar no ano de 1960 e inaugurou sua primeira escola em 1964. Publicou o seu primeiro livro em 1969 aos 25 anos de idade. Fundou a União Nacional de Yôga em 1975. Promoveu o primeiro projeto de lei pela regulamentação profissional em 1978. Organizou o primeiro Congresso Brasileiro de Yôga em 1981. Criou a Confederação Nacional de Yôga em 1988. Fundou a Primeira Universidade de Yôga do Brasil[11] em 1994 (sem reconhecimento governamental) e o Sindicato Nacional dos profissionais de Yôga em 1997.

DeRose recebeu em 2001 e 2002 o reconhecimento do título de Mestre em Yôga (não-acadêmico) e Notório Saber em Yôga pela FATEA – Faculdades Integradas Teresa d’Ávila (SP), pela Universidade de Cruz Alta (RS), pela Universidade Estácio de Sá (MG), pelas Faculdades Integradas Coração de Jesus (SP), pela Câmara Municipal de Curitiba (PR). Nenhum dos títulos têm validade acadêmica.

DeRose, formou mais de 5.000 instrutores no Brasil, Américas e Europa, começou a lecionar aos 16 anos de idade. Com 24 anos de viagens à Índia[12] e mais de 20 livros publicados[13] , ensina o seu método nas Américas e Europa.

Transição para o Método DeRose[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Em 2007, DeRose deixou de trabalhar no segmento do ioga e passou a trabalhar com o Método DeRose, uma sistematização de técnicas e conceitos cuja proposta é a de elevar o praticante a um patamar de alta performance e a de melhorar a sua qualidade de vida.

Os seus conceitos baseiam-se na fomentação de boas relações humanas, boa alimentação, boa forma e boa qualidade de vida.[14]

Na parte técnica, faz uso de ferramentas como a reeducação respiratória, administração do stress, técnicas que se propõe a aumentar o tônus muscular e a flexibilidade, procedimentos para o aprimoramento da descontração emocional e da concentração mental.[15]

Críticas[editar | editar código-fonte]

Marcos Rojo Rodrigues, coordenador do curso de Difusão Cultural e Ioga da Universidade de São Paulo contesta a formação autodidata de DeRose e rejeita a existência de duas disciplinas distintas: yôga e ioga (criada pelo Coronel Caio Miranda). Segundo Rodrigues, isso está voltado à promoção pessoal da marca de escolas criada por DeRose.[3]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • DeRose: Quando é preciso ser forte. São Paulo: Egrégora, 2007. ISBN 978-85-213-1374-8
  • DeRose: A Evolução para o Método DeRose. São Paulo: Egrégora, 2013 ISBN 978-85-626-1734-8
  • DeRose: Tratado de Yôga, Yôga Shástra. São Paulo: Nobel, 2007. ISBN 978-85-213-1361-8
  • DeRose: Tudo o que você nunca quis saber sobre Yôga, L&PM ISBN 85-254-1244-9.
  • DeRose: Programa do Curso Básico de Yôga, Uni-Yôga. ISBN 85-7232-406-2
  • DeRose: Método de Boas Maneiras, Uni-Yôga. ISBN 85-213-1275-X
  • DeRose: Eu me lembro..., Nobel. ISBN 972-36-0734-4
  • DeRose: Encontro com o Mestre, Matrix. ISBN 972-36-0821-9
  • DeRose: Sútras - máximas de lucidez e êxtase, Nobel. ISBN 972-36-0782-4
  • DeRose: Yôga Sútra de Pátañjali, Uni-Yôga.
  • DeRose: Mensagens do Yôga, Uni-Yôga. ISBN 85-7232-219-1
  • DeRose: Karma e dharma - transforme a sua vida Egrégora ISBN 978-85-62617-06-5
  • DeRose: Chakras e kundaliní, Uni-Yôga. ISBN 85-213-1333-0
  • DeRose: Alimentação vegetariana: chega de abobrinha!, Uni-Yôga.ISBN 85-213-1271-7
  • DeRose: Meditação e Autoconhecimento, Uni-Yôga. ISBN 978-85-62617-11-9
  • DeRose: Origens do Yôga Antigo, Uni-Yôga. ISBN 85-213-1299-7
  • DeRose: Corpos do Homem e Planos do Universo, Uni-Yôga. ISBN 978-85-62617-22-5
  • DeRose: Guia do Instrutor de Yôga, Uni-Yôga (esgotado).
  • DeRose: Prontuário de Yôga Antigo, (edição histórica só para colecionadores).
  • DeRose: A regulamentação dos profissionais de Yôga, Uni-Yôga.
  • DeRose: Alternativas de relacionamento afetivo, Afrontamento (Portugal). ISBN 972-36-0687-9
  • DeRose: Yôga: Mitos e Verdades, Uni-Yôga. São Paulo, 2006. ISBN 85-213-1266-0
  • DeRose: A Empresa, Egrégora, Sao Paulo, 2010 ISBN 978-85-62617-30-0
  • DeRose: A Medalha com o ÔM, Egrégora, São Paulo, 2010
  • DeRose: Anjos Peludos, Egrégora, São Paulo ISBN 978-85-62617-04-1
  • DeRose: Prática De Yôga Elementar, 1962
  • DeRose: Questionando o Yoga, Uni-Yôga, São Paulo, 1986.
  • DeRose: Boas Maneiras No Yôga, Uni-Yôga, São Paulo.
  • DeRose: Como Perdi 10kg Em Dois Meses, Egrégora, 2014.
  • DeRose: Cuando es Preciso Ser Fuerte, 2013
  • DeRose: DeRose Method, Egrégora,
  • DeRose: Encuentro Com El Maestro, Unión International de Yôga, 2004.
  • DeRose: Faça Yôga Antes que Você Precise, Martin-Claret, 1999.
  • DeRose: Falando Bonito, Egrégora, 2014.
  • DeRose: Hiper Orgasmo, Martin Claret, 1996.
  • DeRose: Mensagens, Uni-Yôga
  • DeRose: Méthode DeRose,
  • DeRose: Método DeRose - Alta Performance ISBN 978-85-62617-05-8
  • DeRose: Método Para Bom Relacionamento Afetivo
  • DeRose: Meu Nome É Jaya Egrégora. ISBN 978-85-626-1715-7
  • DeRose: Origenes Del Yôga
  • DeRose: Pensamentos
  • DeRose: Viagens à Índia dos Yôgis Egrégora ISBN 978-85-62617-00-3
  • DeRose: Vocabulário Comparado De Português-Brasileirês, Egrégora, 2014.
  • DeRose: Yo Recuerdo
  • DeRose: Yôga a Sério
  • DeRose: Zen Noção Egrégora ISBN 978-85-62617-08-9
  • DeRose: Light Exercices
  • DeRose: Yôga Tem Acento Egrégora, {ISBN|978-85-62617-07-2}}
  • DeRose: Yôga Avanzado
  • DeRose: Não diga a Ióga, diga o Yôga
  • DeRose: Como perdi 10 kilos em dois meses Egrégora, 2014 ISBN 978-85-62617-15-7
  • DeRose: Código de Ética do Yôga Egrégora ISBN 978-85-62617-00-3

Referências

  1. Plaza Sul, Sede. «Não trabalhamos com franquia». deroseplazasul.com. Arquivado desde o original em 4 de novembro de 2015. Consultado em 4 de novembro de 2015. 
  2. Galhardo, Ricardo (2000). «Seu mestre mandou». veja.abril.com.br. Arquivado desde o original em 8 de fevereiro de 2015. Consultado em 8 de fevereiro de 2015. 
  3. a b Monteiro, Karla (2000). «Carioca monta rede de franquias de academias e globaliza o 'yôga'». www1.folha.uol.com.br. Arquivado desde o original em 10 de fevereiro de 2015. Consultado em 10 de fevereiro de 2015. 
  4. de Aquino, Ruth (2008). «Quando a ioga se torna doença». revistaepoca.globo.com. Arquivado desde o original em 8 de fevereiro de 2015. Consultado em 8 de fevereiro de 2015. 
  5. DeRose, Luiz (2010). «Método DeRose é apenas um outro nome para designar a mesma coisa?». metododerose.org. Arquivado desde o original em 30 de fevereiro de 2015. Consultado em 30 de fevereiro de 2015. 
  6. Alves, Alessandra (2013). «Método DeRose ensina a controlar o estresse e adquirir boa forma». metododerose.org. Arquivado desde o original em 31 de outubro de 2013. Consultado em 31 de outubro de 2013. 
  7. «DeRose: Método ajuda a melhorar performance profissional e a ter espírito crítico». Destak.pt. Consultado em 27 de março de 2016. 
  8. «Ioga, pilates, meditação: vale tudo em busca da mente sã rumo a Londres». globoesporte.com. Consultado em 27 de março de 2016. 
  9. «Método DeRose Alta Performance: Uma cultura baseada em técnicas e conceitos para tornar nossa vida melhor». Barnes & Noble. Consultado em 2016-04-15. 
  10. «Decreto Legislativo nº 85, de 27 de junho de 2007 - Radar Municipal». www.radarmunicipal.com.br. Consultado em 2016-04-15. 
  11. «Itu.com.br - Saúde & Beleza - Núcleo de Yôga foi inaugurado em Itu». www.itu.com.br. Consultado em 27 de março de 2016. 
  12. «Itu.com.br - Saúde & Beleza - Mestre DeRose». www.itu.com.br. Consultado em 27 de março de 2016. 
  13. «Autoridade de yoga antigo no Algarve». tvi24. Consultado em 27 de março de 2016. 
  14. «Escritor DeRose lança livro ‘Método de Boa Alimentação’ no Rio de Janeiro - Dino - R7 Saúde». noticias.r7.com. Consultado em 27 de março de 2016. 
  15. «Itu.com.br - Economia & Negócios - Método DeRose: um estilo de vida que ajuda na melhoria da performance». www.itu.com.br. Consultado em 27 de março de 2016.